Mundo

Luxemburgo apoia cabo-verdianos em S. Tomé

O Luxemburgo vai reforçar a sua ajuda às populações de Cabo Verde localizadas em São Tomé e Príncipe, ao disponibilizar-lhes um fundo para o financiamento da formação profissional e superior e ao estimular as atividades agrícola, pecuária e piscícola
Versão para impressão
O Luxemburgo vai reforçar a sua ajuda às populações de Cabo Verde
localizadas em São Tomé e Príncipe, ao disponibilizar-lhes um fundo para
o financiamento da formação profissional e superior e ao estimular as
atividades agrícola, pecuária e piscícola. O anúncio foi feito após um
encontro entre o primeiro-ministro de Cabo Verde José Maria Neves (na foto) e o
seu homólogo luxemburguês, Jean Claude Juncker.

“Trata-se de uma cooperação tripartida [entre Cabo Verde, São Tomé e
Príncipe e Luxemburgo] e os recursos serão geridos conjuntamente”,
afirmou José Maria Neves ao diário digital A Semana Online.

A água, o saneamento e a ajuda alimentar são também aspetos centrais do novo acordo, assim como a possibilidade de, brevemente, ser estabelecida uma linha aérea entre o país europeu e Cabo Verde, que seria garantida pela companhia Luxair.

Estes acordos surgem pela necessidade de garantir melhores condições de vida para os cabo-verdianos que, desde a década de 40, têm emigrado para São Tomé com o objetivo de trabalhar nas roças de cacau.

O Luxemburgo vai ainda aumentar o seu programa integrado de cooperação com Cabo Verde de 45 para 60 milhões de euros, para o período entre 2011 e 2014.

“Cabo Verde vai poder importar areia de Marrocos e da Mauritânia, e com isso abastecer o mercado interno da construção civil e por outro lado recuperar as principais praias da ilha de Santiago”, explicou o ministro cabo-verdiano. 

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório