Espetáculos e Exposições

Look Up! leva arte contemporânea ao Porto

O Look Up! Natural Porto Art Show expõe durante cerca de três meses cerca de 80 obras de artistas nacionais e estrangeiros em locais emblemáticos da cidade Invicta, como o edifício da Alfândega, a Casa da Música e o Palácio da Bolsa, entre outros. A
Versão para impressão
O Look Up! Natural Porto Art Show expõe durante cerca de três meses mais de 80 obras de artistas nacionais e estrangeiros em locais emblemáticos da cidade Invicta, como o edifício da Alfândega, a Casa da Música e o Palácio da Bolsa, entre outros. A iniciativa arrancou este fim de semana e pode ver vista até dia 19 de Dezembro.

A ANJE- Associação Nacional de Jovens Empresários apresentou o projeto sexta feira passada caracterizando-o como uma “iniciativa cultural multidisciplinar”.

Durante quase três meses, cerca de 80 obras de “mais de 50 artistas estrangeiros e portugueses”, poderão ser vistas em vários espaços portuenses e da região: Alfândega, Casa da Música, Palácio das Artes, Palacete Pinto Leite, Palácio da Bolsa, Palácio de Cristal, Reitoria da Universidade, Atelier Paulo Lobo e Aeroporto Sá Carneiro.

O Look Up! Natural Porto Art Show reúne “todo o tipo de disciplinas de arte contemporânea”, da pintura à escultura e do vídeo às instalações, refere comissário do projeto, o galego David Barro, crítico de arte, ensaísta e professor de Arte e Cultura Visual na Escola das Artes da Universidade Católica do Porto entre 2000 e 2006.

David Barro e o galerista português Fernando Santos tiveram a ideia deste projeto, que é um das quatro ações âncora do programa Porto Show Time, uma iniciativa com a qual a ANJE se propõe reunir diferentes agentes das indústrias criativas da região Norte e, deste modo, gerar um “movimento que dinamize actividades criativas e inovadoras numa lógica valorização económica, internacionalização, revitalização do território e desenvolvimento cultural”.

O projeto explora ainda “o conceito de sustentabilidade na arte, na Arquitetura e no design”, que a organização e David Barro consideram essencial num momento de crise económica.

A ANJE responde, deste modo, a “um desafio lançado por muita gente e pelo Presidente da República para que o Porto seja a capital das indústrias criativas”.

Comentários

comentários

Etiquetas

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório