Cultura

Lobo Antunes vence prémio literário internacional

António Lobo Antunes venceu mais um prémio literário internacional. O escritor português foi o vencedor do galardão Nonino 2014, atribuído por uma empresa secular italiana.
Versão para impressão
António Lobo Antunes venceu mais um prémio literário internacional. O escritor português foi o vencedor do galardão Nonino 2014, atribuído por uma empresa secular italiana.
 
A Nonino, produtora da bebida alcoólica grappa italiana, criou o prémio em 1975 e anunciou esta semana os galardoados deste ano. O filósofo francês Michel Serres, o psiquiatra e escritor italiano Giuseppe dell’Aqua e a escritora palestiniana Suad Amiry também foram premiados.
 
“Com uma técnica narrativa muito particular, Lobo Antunes desenvolveu um estilo de escrita narrativa muito pessoal, o que é extremamente interessante”, conta a organização.
 
Ler um livro do escritor é “obviamente difícil, transforma-se numa espécie de quebra-cabeça de elementos que têm de ser colocados juntos, o romance faz-nos entrar numa dimensão psicológica paralela sem uma linha cronológica clara mas com uma coerência interna própria”.
 
Em Itália, Lobo Antunes tem editados romances como “A morte de Carlos Gardel”, “Que farei quando tudo arde?” e “O arquipélago da insónia”.
 
O investigador português António Damásio, os escritores Adonis, John Bnaville, Claudio Magris e o ensaísta Edgar Morin fizeram parte das personalidades que compõem o júri do prémio Nonino.

Este prémio já distinguiu autores como Jorge Amado, Javier Marias, Claude Lévi-Strauss, Amin Maalouf e a escritora nigeriana Chimamanda Ngozi Adichie.
 

Dia 25 de Janeiro vão ser entregues os galardões na sede da destilaria, em Percoto, no norte de Itália.
 

Comentários

comentários

Pub

Aid Global

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub