Cultura

Livros infantis portugueses premiados em Itália

Os livros infantis portugueses "Lá Fora", da editora Planeta Tangerina, e "Hoje Sinto-me...", editado pela Orfeu Negro, acabam de conquistar dois prémios Bologna Ragazzi no âmbito da 50.ª edição da Feira do Livro Infantil de Bolonha, em Itália.
Versão para impressão
Os livros infantis portugueses “Lá Fora”, da editora Planeta Tangerina, e “Hoje Sinto-me…”, editado pela Orfeu Negro, acabam de conquistar dois prémios Bologna Ragazzi no âmbito da 50.ª edição da Feira do Livro Infantil de Bolonha, em Itália, considerada uma das mais prestigiadas da literatura infanto-juvenil a nível internacional.
 
“Lá Fora: Guia para Descobrir a Natureza”, obra da autoria das biólogas portuguesas Maria Ana Peixe Dia e Inês Teixeira do Rosário com ilustrações de Bernardo P. Carvalho que combina um lado lúdico com um lado mais científico, venceu o galardão Bologna Ragazzi na categoria “Opera Prima” (“Primeira Obra”, em português).
 
Para o júri, o livro distingue-se pelo “belo design” e a “elegante tipografia”, embora a sua “verdadeira beleza resida no contraste entre o formato tradicional de um guia, as claras explicações científicas e as ilustrações líricas e divertidas”.
 
Segundo os jurados da competição, este guia português é “uma excelente solução para atrair os leitores e ajudá-los a admirar e a respeitar tudo o que há lá fora, como o próprio título sugere”. 
 
O livro “Hoje Sinto-me…” de Madalena Moniz, um alfabeto de emoções que associa, “de forma inusitada”, cada letra, de A a Z, a ilustrações pintadas a aguarela e tinta-da-china, foi também distinguido pela Feira do Livro de Bolonha com uma “Menção Honrosa” na categoria “Opera Prima”.
 

De acordo com o júri, este é um livro que “evita os clichés” e que introduz o alfabeto de uma forma “bonita e incomum”, fazendo uso de metáforas, fantasias e sagacidade para atribuir a cada letra “ilustrações inesperadas e charmosas”. 
 
“Ilustrando emoções em vez de objetos ou ações, 'Hoje Sinto-me' é um maravilhoso dicionário de sentimentos”, afirma o painel de jurados, composto por Claudia Soeffner (Alemanha), Stefano Salis (Itália), Dinah Fried (EUA) e Fanuel Hanan Diaz (Venezuela).
 
A categoria “Opera Prima” tem como objetivo premiar trabalhos de autores ou ilustradores que publicam pela primeira vez, pretendendo reconhecer “a excelência da pesquisa e realização de um produto editorial inovador”. 

Feira de literatura infantil já se realiza há 52 anos
 

A Feira do Livro Infantil de Bolonha arrancou em 1963 e, desde então, é encarada como um evento fulcfral para as editoras a nível internacional, proporcionando aos autores, ilustradores e profissionais da indústria livreira a hipótese de descobrir as últimas tendências do mercado.
 
Anualmente, a Feira tem um país convidado que inspira a realização de várias atividades, entre elas uma grande exposição sobre ilustração para a infância, lançamentos editoriais e mostras por toda a cidade italiana. De recordar, a este propósito, que, em 2012, Portugal foi o país convidado do evento.
 
Os prémios Bologna Ragazzi são atribuídos desde 1966 e distinguem os melhores livros infantis em termos de design gráfico e editorial. Este ano, a competição contou com a participação de 1.250 livros oriundos de 42 países nas categorias de “Ficção”, “Não Ficção”, “Novos Horizontes” e “Opera Prima”.

Notícia sugerida por Maria Nova

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório