Mundo

Liu Xiaobo dedica Nobel às vítimas de Tiananmen

O dissidente chinês Liu Xiaobo, que na passada sexta feira foi designado como vencedor do Nobel da Paz 2010, dedicou o galardão às vítimas que se manifestaram na praça de Tiananmen, em 1989, a favor da democracia.
Versão para impressão
O dissidente chinês Liu Xiaobo, que na passada sexta feira foi designado como vencedor do Nobel da Paz 2010, dedicou o galardão às vítimas que se manifestaram na praça de Tiananmen, em 1989, a favor da democracia.

De acordo com um comunicado do grupo Direitos Humanos na China, Xiaobo terá manifestado a vontade de homenagear os ativistas assassinados no massacre de Tiananmen – acontecimento também conhecido como o “Incidente de Quatro de Julho” – numa conversa com a mulher, Liu Xia, que o visitou na prisão.

O Nobel da Paz foi atribuído a Liu Xiaobo “graças aos seus esforços contínuos e pacifistas em prol dos direitos humanos na China”, referiu o Comité norueguês.

Liu Xiaobo, de 54 anos, cumpre uma pena de prisão de 11 por ter sido um dos autores da Carta 08, que exigia a democratização da China. O ex-professor e poeta foi condenado por “subversão do poder do Estado”.

A comunidade internacional – incluindo o presidente norte-americano Barack Obama – aplaudiu a atribuição do galardão a Xiaobo e tem vindo a pressionar o governo chinês para o libertar definitivamente.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório