Saúde

Lisboa vai ter sete novos centros de saúde

A capital portuguesa vai ter sete novos centros de saúde, no âmbito de um protocolo firmado em 2009 que previa a cedência de territórios para a construção dos estabelecimentos pelo Ministério de Saúde.
Versão para impressão
A capital portuguesa vai ter sete novos centros de saúde, no âmbito de um protocolo firmado em 2009 que previa a cedência de territórios para a construção dos estabelecimentos pelo Ministério de Saúde. O anúncio foi feito ontem, 28 de Junho, pela Câmara Municipal de Lisboa.

A autarquia avançou que as sete unidades de saúde vão nascer no Alto Lumiar, em Santa Maria de Belém, em Benfica (na Rua Rodrigues Miguéis e no Bairro da Boavista), em Carnide, em Campolide e no Martim Moniz. Ao todo, 102 mil residentes serão beneficiados pelas novas instalações.

De acordo com a Agência Lusa, a administração Regional de Saúde salientou que, só no centro do Martim Moniz, foram investidos “dois milhões de euros na compra do espaço, uma área de cerca de 1.700 metros quadrados”. A construção de todas as unidades estima um investimento de cerca de 7,1 milhões de euros.

No protocolo assumiu-se que o centro de Alta Lisboa deverá ocupar uma área de construção de 1,686 metros quadrados, sendo um dos maiores. Por sua vez, equipamento de Belém será o mais pequeno, devendo a sua construção preencher uma área de 843 metros quadrados.

O documento não adianta, porém, a calendarização das obras. O agendamento da abertura dos novos equipamentos deverá ser feito hoje, 29 de Junho, por Paulo Macedo, Ministro da Saúde.

[Notícia sugerida por Sofia Baptista]

Comentários

comentários

Pub

Aid Global

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub