Fitness & Bem-estar

Lisboa recebe criações artísticas sul-africanas

As artes cénicas, música, cinema e literatura contemporâneos, de 14 países do Sul de África chegam a Lisboa no próximo dia 21 de Junho, no âmbito do Programa Próximo Futuro.
Versão para impressão
As artes cénicas, música, cinema e literatura contemporâneos, dos países do Sul de África chegam a Lisboa, no próximo dia 21 de Junho, no âmbito do Programa Próximo Futuro. Este é um programa de cultura contemporânea que, este ano, pretende dar a conhecer as criações artísticas de 14 países africanos.
 
A sede da Gulbenkian, o Teatro Municipal de São Luiz e o Teatro do Bairro vão ser o palco de vários espetáculos de música, dança e teatro, acolhendo ainda um ciclo de cinema e uma série de exposições, conferências e debates relacionado com a cultura sul-africana.
 
Para a data de abertura do evento está programada a Festa da Literatura e do Pensamento do Sul da África, com uma reflexão sobre o atual panorama dos países da África Austral, que vai contar com a participação de curadores, académicos e escritores, portugueses e africanos, como Teolinda Gersão (Portugal), Ondjaki (Angola), Binyavanca Wainaina (Quénia).
 
Esta Festa da Literatura tem duração prevista até ao dia 23 de Junho. No entanto, outros espetáculos e exposições vão ser exibidos em paralelo, como é o caso da exposição de fotografias “Present Tense” ou do espetáculo de dança “Tempo e Espaço: Os Solos da Marrabenta”, que conta com a coreografia e interpretação de Panaibra Gabriel Canda.
 
No cinema, vão ser apresentados cerca de duas dezenas de filmes, entre os quais “Kadjike”, a nova longa-metragem do realizador Sana Na N'Hada, da Guiné-Bissau, em estreia mundial.
 
Por sua vez, os espetáculos de teatro vão percorrer, até Julho, no São Luiz e no Teatro do Bairro, com “Outra hora da estrela”, baseado em textos de Clarice Lispector (Brasil), “Velório chileno” (Chile) e “África Fantasma II” (Portugal).
 
Citado pela Lusa, António Pinto Ribeiro, programador geral da iniciativa, referiu que depois de, no ano passado, a “Primavera Árabe” ter estado em destaque no Programa Próximo Futuro, este ano o foco vira-se para os países do sul da África, para dar a conhecer alguns dos artistas e pensadores selecionados entre a “impressionante diversidade” de criadores.
 
O Próximo Futuro é um Programa de Cultura Contemporânea, organizado pela Fundação Calouste Gulbenkian, que se dedica à investigação e criação artística na Europa, África, América Latina e Caraíbas.

Pode consultar mais informações sobre o programa AQUI.

 

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub