Cultura Em Destaque

LISBOA – CAPITAL IBERO-AMERICANA DE CULTURA 2017

© DR_GEO
“Passado e Presente – Lisboa, Capital Ibero-americana de Cultura 2017” vai presentear a capital, a partir de sábado, 07 de janeiro.
Versão para impressão
por redação
OS ANOS DO EXÍLIO © MASVS

Passado e Presente – Lisboa, Capital Ibero- Americana de Cultura é uma iniciativa da União das Cidades Capitais Ibero-Americanas (UCCI) e da Câmara Municipal de Lisboa, e que conta com a participação, colaboração e apoio de dezenas de outras instituições, associações e equipamentos privados. A cada ano a UCCI elege uma cidade para ser capital ibero-americana de Cultura e, em novembro de 2015, a escolha de Lisboa foi unânime por parte das trinta cidades que a constituem.

A abrir a programação, sábado, dia 7 de Janeiro, um programa especial que tem início às 17h00 inaugura-se a exposição do artista mexicano Démian Flores, na galeria do Padrão dos Descobrimentos. Para esta exposição, o artista concebeu uma obra nova cujo tema é a relação colonial entre os Países Ibéricos e a América Latina.

MARIELA CONDO © DR

O programa do dia continua às 19h00, no São Luiz Teatro Municipal, com a cerimónia de abertura. Este momento inclui o lançamento de uma emissão filatélica comemorativa do projecto, um trabalho dos CTT que também se associam à programação.

Mais tarde, às 21h00, também no São Luiz Teatro Municipal, o concerto Canções para uma Festa chama a palco Gisela João (Portugal), Mariela Condo (Peru) e Yomira John (Panamá). À origem diversificada das cantoras, das músicas e qualidade artística das letras das canções, juntam-se outros dois aspectos determinantes na escolha das nossas convidadas. Um teve a ver com a juventude das cantoras, que é, de muitas maneiras, a expressão da energia de um continente que, com uma diversidade de etnias, culturas, regimes, paisagens, cria grandes expectativas para o futuro, não só desta área cultural e geográfica, mas também para o futuro de todo o mundo. O outro critério que presidiu aos convites feitos decorre do reconhecimento da importância que as mulheres, de um modo geral, e as artistas, em particular, conseguiram neste continente, tantas vezes marcado pela violência dos géneros, e as importantes mudanças sociais e de criação artística que protagonizaram. Este concerto repete dia 8, domingo, às 21h00.

TAWAPAYERA © AMJP

A noite inaugural termina com Danças no Jardim de Inverno. Às 00h00, a música de La Flama Blanca (Portugal) e a cenografia de Pedro Valdez Cardoso convidam a festejar esta capital Ibero-americana de Cultura. Nas palavras de António Pinto Ribeiro, o coordenador-geral da programação, “numa cenografia luxuriosa e divertida, (…) dá-se início às danças. É um sinal de que a festividade é compatível com a receção artística e a sua fruição, com o pensamento crítico e a leitura e com a convivialidade entre atores que intervêm quer nas cidades, quer nas zonas rurais da Europa e das Américas. Não prometemos qualquer regresso à antropofagia, mas que é o início de uma grande Festa, isso é, com certeza.”

O programa de Passado e Presente – Lisboa, Capital Ibero-americana de Cultura perlongar-se-á até 22 de dezembro de 2017. Toda a programação pode ser consultada aqui.

O vídeo promocional pode ser visto aqui.

Comentários

comentários

Etiquetas

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Pub

Aid Global

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub