Espetáculos e Exposições

Linhas de Torres dão mote a peça de teatro

Catorze atores vão tentar subverter os tradicionais meandros teatrais numa peça que estreia amanhã em Torres Vedras.
Versão para impressão
Catorze atores vão tentar subverter os tradicionais meandros teatrais numa peça que estreia amanhã em Torres Vedras.

O encenador de “Seleção Nacional”, Rogério Nuno Costa, disse à Agência Lusa que a ausência da voz dos atores é compensada pelas vozes, em fundo, dele próprio e autor do texto.

O atores limitam-se na peça a performances corporais sem que nenhum tenha mais destaque que o outro durante a peça.

Neste sentido, “aparecem desde excertos de filmes, videoclips, músicas, citações de outros autores, coisas que remetem para outros espetáculos de outros criadores até à inspiração em criadores de moda para os figurinos dos próprios atores”, especificou.

A peça surge no contexto das comemorações dos 200 anos das Linhas de Torres, uma efeméride associada às invasões francesas, no entanto a peça agora encenada não tem pretensões a ser uma recriação histórica.

A representação teatral será ainda complementada por uma novela, intitulada “O Navio”, que procura ser a “ficção de uma nação inventada”, e uma instalação fotográfica patente ao público desde meados do mês em nove espaços da cidade.

Trata-se de cartazes com fotografias da autoria da fotógrafa Cátia Cóias e do designer Filipe Branco, pretende ser usada como forma de divulgação da peça de teatro, mas também como arma de propaganda política, aludindo ao lado patriótico do povo.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório