Sociedade

Linha Oeste: Petição com mais de 2 mil assinaturas

NULL
Versão para impressão
A petição que, desde julho, circula na internet em defesa da Linha ferroviária do Oeste já conseguiu mais de duas mil assinaturas. A eletrificação do troço e a sua modernização são as principais reivindicações dos utentes da linha que corre o risco de ser extinta.

A Comissão Para a Defesa da Linha do Oeste, que está à frente da petição, foi recebida pelo PCP, Verdes e PS. A origem da sua luta está na ameaça feita por parte do Governo de encerrar a parte da linha que liga, atualmente, o Cacém à Figueira da Foz.

Numa altura em que os impactos ambientais são uma das preocupações dos governos de todo o mundo, veio a público a notícia de que o Governo PS se preparava para encerrar 800 quilómetros de ferrovia. A medida surgia como contrapartida da ajuda concedida pela Troika a Portugal. Do total, 127 quilómetros correspondiam à Linha do Oeste.

Citado pela Lusa, o líder da comissão, José Rui Raposo, caracteriza o troço ferroviário como de “importância vital para o desenvolvimento económico e social da região do Oeste”. O documento recorda ainda que a requalificação da linha era uma das medidas constantes do Plano de Ação do Oeste
.
Esta já é a segunda vez que este troço ferroviário é visado numa petição pública. Em setembro de 2010 chegou à Assembleia da República um documento semelhante. Assinado por mais de quatro mil pessoas, a petição reivindicava a “duplicação, eletrificação e correção de traçado de forma a permitir a circulação de comboios rápidos de passageiros intercidades e um serviço de mercadorias eficiente”.

A duração das viagens era outro dos pontos de enfoque. Os utentes exigiam um serviço “com adequados níveis de frequência, conforto e qualidade, garantindo-se que, pelo menos entre Lisboa-Leiria, o tempo direto de viagem não ultrapasse os 70 minutos”.

O documento que em agosto de 2010 ultrapassou as quatro mil assinaturas foi entregue em setembro, propondo a duplicação, electrificação e correção do traçado, visando, no futuro, a circulação de comboios rápidos, intercidades, de passageiros e um serviço de mercadorias eficiente.

Clique AQUI para aceder à petição online.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório