Ambiente

Lince-ibérico reintroduzido em Portugal já em 2014

O lince-ibérico deverá ser reintroduzido em Portugal já no próximo ano. A primeira libertação, no nosso país, de exemplares desta espécie ameaçada nascidos em cativeiro deverá ocorrer no primeiro semestre de 2014, provavelmente no Alentejo.
Versão para impressão
O lince-ibérico deverá ser reintroduzido em Portugal já no próximo ano. A primeira libertação, no nosso país, de exemplares desta espécie ameaçada nascidos em cativeiro deverá ocorrer no primeiro semestre de 2014, provavelmente no Alentejo, de acordo com informações avançadas pelo Governo esta quinta-feira.
 
À margem do 3.º Seminário Internacional sobre Coelho Bravo e 1.º Seminário LIFE+ Iberlince, que estão a decorrer até ao dia de hoje no Baixo Alentejo, Miguel Castro Neto, secretário de Estado do Ordenamento do Território e Conservação da Natureza, disse à Lusa que estão a ser estudadas “diferentes localizações para perceber qual será a melhor para libertar em Portugal o lince-ibérico no primeiro semestre de 2014”.

Esta libertação acontecerá no âmbito do programa luso-espanhol de conservação da espécie e, segundo Castro Neto, será a “primeira vez” que são reintroduzidos no habitat natural animais nascidos em cativeiro no nosso país.

A região “mais provável” para acolher os animais será o Alentejo, antecipou o governante, que afiançou que a libertação deverá acontecer, eventualmente, na Zona de Proteção Especial de Mourão/Moura/Barrancos, visto que se trata de “uma área histórica de ocorrência e com bastantes condições para a reintrodução da espécie em Portugal”.
 
Miguel Castro Neto fez saber que “ainda não está decidido, em definitivo, o número de animais que será libertado” e que este número vai depender das condições dos animais que estão no centro de reprodução, bem como do local onde a libertação irá acontecer.

Centro Nacional de Reprodução tem tido “sucesso inquestionável”
 

O secretário de Estado salientou que todos os exemplares a devolver à Natureza nasceram no Centro Nacional de Reprodução do Lince-Ibérico, em Silves, no Algarve, onde “a taxa de natalidade tem sido francamente superior ao que era esperado inicialmente”, frisando que a reintrodução da espécie em Portugal “decorre em grande medida do sucesso inquestionável” deste centro.
 
“Será motivo de orgulho para Portugal se conseguirmos concretizar este projeto”, concluiu o governante, para quem este é “mais um pilar da construção do valor dos recursos naturais e da biodiversidade portugueses como potencial de valorização dos ecossistemas”.
 
Segundo o Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas, no âmbito do programa luso-espanhol de conservação do lince-ibérico, já foram libertados este ano, em zonas da região espanhola da Andaluzia, 19 exemplares de lince-ibérico, todos nascidos em cativeiro em centros de Portugal e Espanha, onde quais foram submetidos a treinos de caça e sobrevivência para conseguirem subsistir por meios próprios.

Comentários

comentários

Etiquetas

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub