Sociedade

Leiria: Grupo de jovens quer pôr o país a “mexer”

Em Leiria, um grupo de amigos criou uma associação que está a dar que falar. Com vários projetos que vão desde a troca gratuita de aulas de línguas estrangeiras, a um Clube da Felicidade e a ações de apoio ao empreendedorismo.
Versão para impressão
Em Leiria, um grupo de amigos criou uma associação que está a dar que falar. Com vários projetos que passam por aulas gratuitas de línguas estrangeiras, um Clube da Felicidade e ações de apoio ao empreendedorismo, este grupo quer ajudar os jovens a avançar.

por MAFALDA ALMEIDA

 
“Obcecado pela felicidade e bem estar”, é assim que o Hugo se descreve. Tem 25 anos, é um dos fundadores da Associação Fazer Avançar (AFA) e juntamente com dois amigos resolveu pôr a sua energia, proatividade e boa disposição ao serviço da sua cidade – Leiria.
 
Em 2008, os três amigos decidiram criar um jornal gratuito em Leiria. No entanto, as dificuldades práticas que encontraram pelo caminho levaram-nos a outro destino: “Não encontrámos nenhuma organização que fosse capaz de nos apoiar e de nos explicar coisas básicas, como por exemplo como gerir a contabilidade”.
 
O Jornal 15 chegou mesmo a ir para a frente mas, segundo explicou Hugo, sentiram aqui uma necessidade que podia ser partilhada por outros jovens com ideias que viessem a seguir. “Decidimos então criar uma organização que permitisse aos jovens experimentar ideias, dando-lhes as ferramentas para isso”.
 
Foi assim que Hugo Aguiar, Pedro Dias, ambos com 25 anos, e Raúl Testa, de 26, reuniram um grupo de amigos e fundaram a AFA, que através do programa “Faz-te à vida” incentiva os jovens a arriscar e a testar as suas ideias, oferecendo, por exemplo, apoio jurídico e fiscal aos jovens que queiram criar um negócio. 
 
Leiria Language Exchange – “partilha o teu mundo”
 

Image and video hosting by TinyPic

 
O Leiria Language Exchange é um dos principais projetos da AFA e conquistou este mês o primeiro lugar de um concurso do Instituto do Empreendedorismo Social (IES), que decorreu em Abril e contou com 200 ideias candidatas.

Este projeto baseia-se na troca de conhecimentos entre cidadãos de diferentes culturas e permite que qualquer pessoa possa aprender uma língua de forma gratuita. Os interessados em aprender uma língua nova dizem também se estão dispostos a ensinar uma língua e qual, o que faz com que o aluno de uma turma possa ser tutor de outra.

 
“A ideia é promover a troca de culturas dentro da sala de aula, partilhando conhecimentos linguísticos e culturais”, explica o Hugo. Neste momento, o projeto conta com 160 alunos inscritos, num total de 8 línguas que vão do português ao mandarim passando pelo francês, o polaco ou o inglês, por exemplo. O resultado são turmas transversais, com alunos entre os 18 e os 60 anos, de 12 nacionalidades diferentes. 
 
As aulas acontecem uma vez por semana na sede da associação, sem qualquer custo para nenhuma das partes e podem ser complementadas com aulas extra para ver filmes, conversar ou fazer jogos que promovam a interação do grupo.
 
Outros projetos: Happiness Club e desporto para todos
 
“Let’s put a smile on that face” é o lema do Leiria Happiness Club, recentemente criado pela AFA em parceria com outros clubes do género espalhados pelo país. 
 
“Como associação já tentamos falar em otimismo, espalhar a positividade e melhorar os níveis de bem-estar em Leiria e quando soubemos que o Happiness Club de Portugal queria criar mais clubes, para nós fez todo o sentido entrar e participar”. 
 
A associação decidiu então unir-se a este movimento pela felicidade e tencionam contagiar os estudantes de Leiria, criando vários núcleos nas escolas secundárias e escolas superiores da cidade.
 
Para alcançar o objetivo final de “criar sorrisos”, vão recorrer a workshops de yoga do riso, ações de free hugs ou conferências sobre positividade com pessoas que tragam histórias inspiradoras e cientistas da felicidade.
 
Na AFA existem ainda outros projetos, como o EU Desportivo que pretende oferecer a todas as crianças a oportunidade de praticar desporto, independentemente da sua condição financeira ou social. 

Jovens voluntários e 70 associados
 
Para garantir que Leiria avança mesmo, há uma equipa de 16 membros ativos, (para além dos cerca de 70 associados) todos jovens voluntários com menos de que 30 anos de idade.

Alguns estudam, outros já estão no mercado de trabalho, mas une-os a motivação em torno de um objetivo principal comum “capacitar os jovens, pô-los a resolver os seus problemas e depois os dos outros”, como explica o Hugo.

 
Hugo – que divide o seu tempo entre Lisboa, onde trabalha como online marketing, e Leiria – defende que “nos últimos 50 anos” as pessoas alteraram “as suas prioridades”. “Orientámo-nos para o desenvolvimento económico e para o sucesso individual, o que está errado”, salienta. 

“Não estamos a viver tempos fáceis e não somos certamente nós que temos culpa nisto. No entanto, se daqui a 25 anos estivermos mal vou sentir que parte da culpa é minha. E por isso dou hoje o meu melhor, onde acho que posso ter impacto”, conclui.

Clique AQUI para visitar o Facebook da AFA e AQUI para aceder ao site oficial.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório