Ambiente

Leiria: Correio entregue em bicicletas elétricas lusas

Em Leiria, os CTT quiseram reforçar a frota de distribuição do correio e fizeram um investimento diferente, amigo do ambiente. Ao todo, foram introduzidas 15 bicicletas elétricas na região para ajuda à entrega do correio diário daquele distrito.
Versão para impressão
Em Leiria, os CTT quiseram reforçar a frota de distribuição do correio e fizeram um investimento diferente, amigo do ambiente. Ao todo, foram introduzidas 15 bicicletas elétricas na região para ajuda à entrega do correio diário daquele distrito.
 
Estas bicicletas vêm reforçar a estrutura de 144 veículos de distribuição que percorrem cerca de 14.400 quilómetros para entregar uma média de 185 mil objetos postais, todos os dias. 
 
“Este investimento vem reafirmar o desejo dos CTT de continuar a apostar numa política mais amiga do ambiente, que já nos permite ser o sexto operador postal do mundo com melhor desempenho carbónico”, refere a empresa em comunicado citado pela agência Lusa.
 
A iniciativa já tinha sido apresentada em Maio deste ano, altura em que foi iniciada a distribuição de 122 bicicletas a carteiros de todo o país, a maioria das quais elétricas e produzidas em território nacional. 
 
No seu conjunto, prevê-se que as mesmas venham a percorrer uma média diária de 1.400 quilómetros, o que pode significar “uma poupança de 50 toneladas de dióxido de carbono por ano, bem como uma maior eficiência na distribuição do correio e um maior conforto e segurança dos carteiros.”
 
Naqueles casos em que a bicicleta elétrica vem substituir a distribuição a pé, os CTT preveem ainda a redução do tempo do carteiro e um aumento da quantidade de correio transportado, eliminando, assim, os abastecimentos durante o percurso.
 
Já nos casos em que a bicicleta elétrica vem substituir a viagem por motociclo, as vantagens são sobretudo ambientais, reduzindo para um décimo a quantidade de gases emitidos e abolindo o ruído quase na sua totalidade. 
 
A frota dos CTT é atualmente composta por 224 veículos ecológicos: duas viaturas elétricas ligeiras de distribuição, cinco scooters elétricas, 28 bicicletas normais, 180 bicicletas elétricas e nove viaturas híbridas. A introdução de bicicletas elétricas em todo o país correspondeu a um investimento de 245 mil euros.

Notícia sugerida por Lídia Dinis

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub