Ciência

Lei matemática simples explica força de furacões

Investigadores espanhóis descobriram que a intensidade de furacões segue uma lei matemática simples. A observação pode ajudar na previsão do comportamento e da intensidade dos furacões. A investigação foi publicada na revista "Nature Physics".
Versão para impressão
Investigadores espanhóis descobriram que a intensidade de furacões segue uma lei matemática simples. A observação pode ajudar na previsão do comportamento e da intensidade dos furacões. A investigação foi publicada na revista “Nature Physics”.

Álvaro Corral e sua equipa do Centro de Pesquisa Matemática, em Barcelona, Espanha, analisaram os registros de furacões de quatro bacias oceânicas espalhadas pelo globo entre 1966 e 2007. Em cada furacão observado, calcularam quanta energia libertaram, tendo como base a velocidade do vento e a duração do fenómeno.

Os investigadores descobriram que a proporção de furacões fortes (mais raros) em relação a furacões fracos (mais frequentes) é sempre a mesma, independentemente da bacia oceânica. No entanto, a equipa avisa que os furacões mais fortes ou mais fracos de todos fogem a esse padrão.

A equipa também analisou o efeito das temperaturas superficiais dos oceanos nos furacões. A proporção de furacões fortes em relação a fracos a cada ano é muito similar para anos quentes ou frios, mas os mais poderosos furacões foram observados nos anos quentes. Esse efeito foi observado nos anos afetados pelo fenómeno El Niño (aquecimento das águas equatoriais do Pacífico).

Segundo Corral, os resultados publicados na revista “Nature Physics” sugerem que, à medida que as temperatura sobem, haverá mais furacões fortes. Mas é difícil prever com certeza. “Não sabemos o que acontecerá se as temperaturas subirem mais do que as observadas”, afirmou.

Comentários

comentários

Etiquetas

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório