Sociedade

Jovens vigiam praias de Cascais

Para 640 jovens do concelho de Cascais, entre os 15 e os 21 anos de idade, as férias de verão vão ser ocupadas a vigiar as praias da costa do Estoril, a prestar auxílio a indíviduos com mobilidade reduzida e a recolher amostras de água para análise.
Versão para impressão
Para 640 jovens do concelho de Cascais, entre os 15 e os 21 anos de idade, as férias de verão vão ser ocupadas a vigiar as praias da costa do Estoril, a prestar auxílio a indíviduos com mobilidade reduzida e a recolher amostras de água para análise.

Essas são as principais tarefas desenvolvidas no âmbito do Programa Maré Viva que reuniu, este ano, o maior número de inscritos de sempre (1200). A iniciativa é promovida pela Câmara de Cascais e decorre entre os meses de junho e setembro.

Durante esse período de tempo, o a presença dos jovens nas praias é constante, das 09h00 às 19h00, diariamente. Os participantes são divididos em turnos de 30 dias e, assim, responsabilizam-se pela vigilância, segurança e limpeza das áreas balneares.

De acordo com a agência Lusa, contabilizaram-se 4394 ações de apoio à vida humana, entre alertas aos Bombeiros, INEM e prestação direta de primeiros socorros, graças à implementação do Programa Maré Viva em 2009. Foram ainda prestadas 282 ações de apoio social, como reencaminhamento de pessoas perdidas, e 115 ações de vigilância e segurança, com alertas à Polícia Marítima, Polícia Municipal, PSP e GNR.

Segundo o vereador do pelouro da Juventude da Câmara de Cascais, Miguel Pinto Luz, a crescente participação dos jovens nesta iniciativa simboliza “o espírito de voluntariado e dedicação dos jovens aos serviços sociais”, embora também possa refletir, de alguma forma, o período de crise que se vive.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório