Mundo

Jovem americano promove a paz entre as Coreias

O norte-americano Jonathan Lee, de 13 anos, manifestou-se pela união da Coreia do Norte e da Coreia do Sul na Praça da Paz Celestial, em Pequim. O adolescente incitou à criação de um parque na zona desmilitarizada entre os dois países asiáticos, onde
Versão para impressão
[Fotografia: © Associated Press/Andy Wong]

O norte-americano Jonathan Lee, de 13 anos, manifestou-se pela união da Coreia do Norte e da Coreia do Sul na Praça da Paz Celestial, em Pequim. O adolescente incitou à criação de um parque na zona desmilitarizada entre os dois países asiáticos, onde as famílias dos dois lados da fronteira pudessem conviver pacificamente.

Acompanhado pela mãe, Lee decidiu envergar ao pescoço um cartaz que pedia também a assinatura de um tratado de paz entre as duas Coreias e o fim das armas nucleares. As autoridades afastaram rapidamente o rapaz do local, detendo-o a ele e à mãe durante algumas horas até finalmente regressarem para junto da família.

Esta não é o primeiro protesto de paz do adolescente, que inclusivamente já enviou cartas aos líderes dos Estados Unidos, Barack Obama, da Coreia do Norte, Kim Jong-il, da Coreia do Sul, Lee Myung-bak, e da China, Hu Jintao.

“Espero que a minha manifestação comova estes líderes de tal forma que considerem a paz entre os dois países”, declarou Lee numa entrevista concedida a Joel Clark, que acompanhou a família do jovem até à China, para a realização de um documentário.

“Julgo que estou apenas a tentar fazer aquilo que Deus desejaria: conseguir a Paz”, afirmou.

Jonathan Lee já é conhecido no seu país natal pelas campanhas de reflorestação que promove. O adolescente também já visitou a Coreia do Norte, mas não conseguiu ser recebido por Kim Jong-il.

Comentários

comentários

Etiquetas

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório