Sociedade

Jornal norte-americano apresenta o ‘paraíso de Portugal’

O jornal norte-americano 'Salisbury Post' escreveu um artigo sobre Portugal onde apresenta o país como um 'paraíso perdido na história'. Kayla Tucker, a autora do texto, fala de um "país europeu único, com um passado cheio de história, rico em tradiç
Versão para impressão
O jornal norte-americano 'Salisbury Post' escreveu um artigo sobre Portugal onde apresenta o país como um 'paraíso perdido na história'. Kayla Tucker, a autora do texto, fala de um “país europeu único, com um passado cheio de história, rico em tradições e com uma sociedade orgulhosa da sua herança”.
 
Por ter um único vizinho na Península Ibérica, são muitos os que comparam a cultura portuguesa à espanhola. No entanto, a jornalista começa por 'separar as águas' e referir que as duas culturas são bastante diferentes.
 
“Acima de tudo, Portugal tem sido influenciado pelas colónias do passado e governantes mouros que por ali passaram, e isso permitiu-lhe abster-se de adotar os costumes espanhóis”, escreve, referindo, no entanto, que a língua falada, o português, é, na verdade, bastante parecida ao espanhol. 
 
Embora haja algumas cidades cosmopolitas em Portugal, a maioria da população vive nos subúrbios e pequenos municípios espalhados de norte a sul do país, ligados pelos marcos e monumentos históricos que fazem parte deles. 
 
A jornalista destaca as “largas porções do território português distinguidas pela UNESCO” e as torres de igreja que são “paisagens típicas” de todas as cidades portuguesas, num país profundamente católico. 
 
“A maioria das catedrais, incluindo várias que remontam ao século XI, estão detalhadamente decoradas com ícones, folheados altares de ouro e tetos com frescos”, ao mesmo tempo que “impressionantes castelos abundam pelo território, alguns ainda com a mobília original e jardins cheios de cores, num autêntico paraíso para os fotógrafos”. 
 
Na sua visita a Portugal, Tucker aproveitou ainda para fazer um cruzeiro pelas águas do rio Douro, que pareciam cristal” e onde se deparou com várias barragens, entre as quais, uma que diz ser das mais profundas da Europa (cerca de 35 metros de profundidade).
 
“A paisagem era extremamente pitoresca, com casas coloridas com telhados de terracota, uma abundância de árvores, flores e quilómetros sem fim de vinhas em socalcos”, conta a jornalista. 
 
O artigo elogia também o vinho do Porto, “um dos produtos mais exportados de Portugal, um vinho doce, frutado e que normalmente é servido à sobremesa”.

Já a cozinha foi uma surpresa, uma vez que Tucker pensava que “a maioria das refeições eram picantes, acabando por se revelar leves e saborosas”. “No entanto, o famoso frango 'piri-piri' de Portugal é preparado com um molho de pimenta que pode definitivamente ser classificado como de fogo”, conta. 

 
Para quem gosta de férias em lugares imersos na história, 'ostensivos de belíssimas paisagens', onde pode provar pratos deliciosos e um bom vinho, a jornalista garante: “não procurem mais do que Portugal”. 

Clique AQUI para ler o artigo completo (em inglês).

Notícia sugerida por Maria da Luz

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub