Ambiente

Jardim flutuante poderá limpar rios europeus

Inspirado nas caravelas-portuguesas, uma espécie de alforreca, um arquiteto concebeu o Physalia, um jardim anfíbio cujo objetivo é limpar os rios à medida que viaja nos cursos de água europeus.
Versão para impressão
Inspirado nas caravelas-portuguesas, uma espécie de alforreca, um arquiteto concebeu o Physalia, um jardim anfíbio cujo objetivo é limpar os rios à medida que viaja nos cursos de água europeus.

O projeto estrutural deste jardim flutuante, criado por Vincent Callebaut, teve como base a caravela-portuguesa cujo nome científico é Physalia physalis, que deu origem ao nome do projeto eco sustentável.

Conforme explicou o arquiteto belga à publicação Gizmag, à medida que a embarcação navega entre o Danúbio, Volga, Reno, Guadalquivir, Eufrates ou Tigre, uma rede hidráulica no casco permitirá filtrar a água do rio e depois encaminhá-la para a parte superior do navio onde estão plantas que serão responsáveis pela purificação natural da água.

Image and video hosting by TinyPic

Uma das preocupações que levou à concepção deste projeto foi alertar para a urgência de protegermos os rios do planeta mas também encontrar uma forma de assegurar a purificação de água para que no futuro haja um fornecimento seguro de água doce para as novas gerações.

O interior do navio será dividido em quatro jardins temáticos; o Jardim da Água, o Jardim da Terra, o Jardim do Fogo e o Jardim do Ar. Em cada um deles terão lugar funcionalidade diversas, desde servir como laboratório de investigação, exposições, conferências temáticas ou ações de sensibilização.

[Notícia sugerida pelo utilizador Piscote Serafim]

Comentários

comentários

Etiquetas

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub