Ambiente

Janela inteligente armazena luz solar e gera energia

Um grupo de cientistas da Academia Chinesa de Ciências está a desenvolver uma janela inteligente capaz de, simultaneamente, armazenar e gerar energia a partir da luz solar que, no futuro, poderá contribuir para ajudar os edifícios a reduzir gastos.
Versão para impressão
Um grupo de cientistas da Academia Chinesa de Ciências está a desenvolver uma janela inteligente capaz de, simultaneamente, armazenar e gerar energia a partir da luz solar que, no futuro, poderá contribuir para ajudar os edifícios a reduzir gastos com a eletricidade.
 
O desenvolvimento desta solução inovadora foi dado a conhecer através de um estudo publicado, esta semana, na revista científica Nature Scientific Reports e vem dar resposta a um desafio com o qual muitos cientistas se têm debatido: tentar incorporar células fotovoltaicas geradoras de energia nas janelas sem afetar a transparência.
 
Atualmente, as janelas deixam que o calor “escape” dos prédios no Inverno e que os raios solares indesejáveis entrem durante o Verão e foi esta realidade que inspirou a procura por estruturas capazes de se adaptar às condições climatéricas do exterior.
 
“A principal inovação deste trabalho é que assenta no desenvolvimento de um dispositivo conceptual de janela inteligente para geração e poupança simultânea de energia”, explica Yangfeng Gao, coordenadora do estudo, citada pela AFP, realçando que as janelas que existem hoje em dia apenas regulam a luz e o calor do sol, deixando fugir a maior parte da sua energia potencial.
 
Gao e os colegas descobriram que um material específico, o óxido de vanádio (VO2), que altera as suas propriedades com base na temperatura, pode ser utilizado como 'cobertura transparente' das janelas para regular a radiação infravermelha do sol.
 
Abaixo de um determinado nível, este material é isolante e permite a penetração da luz infravermelha mas, se a temperatura for diferente, pode também tornar-se reflexivo, o que lhe dá grande versatilidade.
 
Segundo Gao, uma janela que seja coberta com VO2 torna-se capaz de regular a quantidade de energia solar que entra num prédio mas, ao mesmo tempo, consegue dissipar a luz para células solares que estejam dispostas em redor dos painéis de vidro, abrindo portas à sua utilização para, por exemplo, acender lâmpadas no interior do edifício.
 
“Esta janela combina geração e poupança de energia num dispositivo único e tem potencial para regular e usar a radiação solar de uma forma eficiente”, escreveram os cientistas envolvidos no projeto.
 

Clique AQUI para aceder ao resumo do estudo (em inglês).

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub