Ambiente

Itália: Morcegos substituem inseticidas

A conservação do morcego e a sua integração num sistema biológico para eliminar mosquitos e outros insetos são os objetivos do projeto "Um Morcego Amigo", dinamizado pela Universidade de Florença, em Itália. Assim, apresenta-se não só uma alternativa
Versão para impressão
A conservação do morcego e a sua integração num sistema biológico para eliminar mosquitos e outros insetos são os objetivos do projeto “Um Morcego Amigo”, dinamizado pela Universidade de Florença, em Itália. Assim, apresenta-se não só uma alternativa aos inseticidas – nem sempre com impacto positivo no ambiente – e também uma solução para evitar o desaparecimento daqueles mamíferos voadores.

Várias cidades italianas aderiram à campanha iniciada em 2006, em Fiesole, na região da Toscana. Por todo o país foram distribuídas e colocadas oito mil caixas de madeira (“Bat Box) que podem servir de refúgio até 30 morcegos, que assim podem hibernar e reproduzir-se.

Cada caixa possui compartimentos diferenciados: em cima localiza-se a parte mais quente, preferida pelas fêmeas; em baixo, a zona mais fria, ficam alojados os machos.

Colocadas em árvores ou no exterior de prédios, a quatro metros de altura, as caixas foram propositadamente envelhecidas e possuem paredes ásperas com vários cortes, para que os morcegos consigam pendurar-se de cabeça para baixo.

Quatro anos depois do início do projeto, verificou-se um aumento significativo da população de morcegos nas cidades italianas que aderiram à iniciativa – a colonização da espécie chegou aos 40 por cento, adianta o portal Ciência Hoje.

A iniciativa “Um Morcego Amigo” inverteu, assim, a tendência gradual de desaparecimento daquela espécie em Itália, causada pela poluição do ar e à falta de locais onde os morcegos pudessem instalar-se.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório