Negócios e Empreendorismo

Israel: Porcelana portuguesa cobre cúpula de santuário

A Porcel, uma empresa portuguesa fabricante de produtos em porcelana, ajudou a reconstruir um dos maiores templos da religião Bahá´i, localizado em Haifa, Israel, que é visitado anualmente por milhares de fiéis e tur
Versão para impressão
A Porcel, uma empresa portuguesa fabricante de produtos em porcelana, ajudou a reconstruir um dos maiores templos da religião Bahá´i, localizado em Haifa, Israel, que é visitado anualmente por milhares de fiéis e turistas, restaurando a cúpula de telhas douradas com mais de 120 formas.

O Santuário do Báb e os seus jardins são famosos no mundo inteiro pela sua beleza e tranquilidade. Em 2008, o templo foi designado – juntamente com o Santuário de Bahá´u´lláh perto de Acre – como local de "valor universal excepcional" na lista de Património da Humanidade da UNESCO. Só no ano passado recebeu a visita de aproximadamente 760.000 turistas e 7.500 peregrinos Bahá´ís.

Após vários anos de investigação, foi contratada uma empresa portuguesa – a Porcel – para produzir as novas telhas que têm mais de 120 formas e tamanhos diferentes. Foi utilizada tecnologia de ponta para fabricar cada telha de porcelana pura, coberta com camadas de vidro e ouro, e concluídas com um revestimento de longa duração.

"A empresa nunca tinha feito nada assim", diz Samadi. "Eles são conhecidos pelas suas peças de porcelana com qualidade de museu. Mas o resultado é perfeito. As telhas não são apenas bonitas; são também cinco a seis vezes mais resistentes à erosão do que os originais."

O santuário do ´Báb´, que volta hoje a abrir as portas no Monte Carmelo, em Haifa, em Israel, é um local de peregrinação para todos os bahá´is. O edifício começou a ser construído em 1909, albergando o túmulo com os restos mortais do ´Báb´, um dos fundadores da fé Bahá´i", explicou à Lusa o líder da comunidade Bahá´i em Portugal. Durante vários anos, o templo foi aumentado, tendo a sua configuração atual terminado em 1953.

A religião Bahá´í é originária da Pérsia, atual Irão, e surgiu durante o século XIX pela mão de Bahá´u´lláh, um nobre persa. Os seus ensinamentos enfatizam a unidade da humanidade e considera que os fundadores das grandes religiões mundiais são mensageiros divinos. Tem atualmente cerca de cinco milhões de seguidores espalhados por todo o mundo. Em Portugal serão cerca de seis mil.

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub