Em Destaque Saúde

Investigadora portuguesa ajuda crianças

O estudo quer poupar dores e dar alegria. Ver filmes pode evitar anestesia.
Versão para impressão
por redação

Cátia Águas, uma radioterapeuta e dosimetrista, é responsável por um estudo em que refere que ver filmes pode ser uma boa anestesia para as crianças com cancro, sujeitas a radioterapia.

A investigação diz que a criança, quando está no interior da máquina de radioterapia, se vir um filme no qual gosta é poupada a dezenas de doses de anestesia.

O estudo da especialista que trabalha nas clinicas universitárias de São Lucas, em Bruxelas, foi feito com base na observação de 12 crianças, de idades entre um ano e seis anos. Alguns foram tratados antes do projetor de vídeo ser instalado na máquina onde decorre a radioterapia e outros foram tratados já com o projetor a funcionar. Este método surge para manter as crianças quietas durante as sessões e os tratamentos costumam ser diários.

A investigação foi apresentada numa conferência da Sociedade Europeia de Radioterapia e Oncologia, em Viena, Áustria.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório