Ciência

Investigação: Lusos vencem maior bolsa europeia

Dois investigadores portugueses ganharam a maior bolsa europeia de investigação, do European Research Council, obtendo, no total, um prémio de quatro milhões de euros.
Versão para impressão

Dois investigadores portugueses ganharam a maior bolsa europeia de investigação, do European Research Council , obtendo, no total, um prémio de quatro milhões de euros. A distinção valeu ao cientista Miguel Soares e à historiadora Rita Marquilhas um financiamento de cinco anos para as suas investigações.
 
Os dois investigadores estão entre os vencedores do concurso de 2011 das bolsas atribuídas pelo Conselho Europeu de Investigação, as maiores ao nível europeu.
 
Miguel Parreira Soares venceu o prémio na categoria de “Vida e Ciência“, enquanto Maria Rita Matrilhas arrecadou a bolsa de investigação na categoria de “Ciência Sociais e Humanidades“.
 
Miguel Parreira Soares, investigador no Instituto Gulbenkian de Ciência (ICG), vai receber 2,2 milhões de euros para o seu projeto.
 
O cientista está a desenvolver uma investigação sobre o processo de destruição de órgãos no corpo humano, quando se desenvolvem doenças graves, nomeadamente a sépsis ou a malária.
 
Com este financiamento o cientista, juntamente com a sua equipa, pode avançar para novos testes e novas descobertas sobre a deterioração de órgãos no corpo humano.

A historiadora Maria Rita Marquilhas, do Centro de Linguística da Universidade de Lisboa, que venceu o prémio na temática “Ciência Sociais e Humanidades”, foi distinguida, com uma bolsa de 1,8 milhões de euros, pelo seu projeto de recolha de correio privado português e espanhol entre o século XVII e o início do século XIX.
 
No seu projeto de investigação, Maria Rita Marquilhas tem como objetivo colocar online, os fac-símiles de 7000 cartas pessoais que foram confiscadas pelo Tribunal da Inquisição e, mais recentemente, pela Casa da Suplicação, para servirem de prova em julgamentos.

Segundo o comunicado do Conselho Europeu de Investigação, foram atribuídas bolsas a 294 dos 2284 projetos que concorreram à edição de 2011, uma percentagem de 12%, num valor total de 660 milhões de euros.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório