Em Destaque Saúde

Inovação para quem sofre de cegueira

Publicação saiu na revista científica Scientific Reports.
Versão para impressão
por redação

Estudo revelou que uma investigadora da Universidade de Oxford, no Reino Unido, criou a primeira retina com tecidos sintéticos.

Em comunicado, a universidade britânica diz que com a liderança de Vanessa Restrepo-Schild, o novo estudo é o primeiro a usar com sucesso tecidos biológicos gerados em laboratório e que ao contrário dos implantes de retina artificial existentes, as culturas de células são criadas a partir de materiais naturais biodegradáveis. Assim, o implante será menos invasivo do que o dispositivo mecânico e será improvável causar uma reação adversa no corpo. A equipa de Vanessa Restrepo-Schild refere que a nova retina artificial, de dupla camada, imita uma retina humana que é composta por hidrogel (gel que tem água) e proteínas de membrana celular.

A investigadora diz que “o material sintético pode gerar sinais elétricos que estimulam os neurónios na parte detrás do olho, tal como o faz a retina natural”. Finaliza dizendo que pretende, ainda, aperfeiçoar as funcionalidades da retina, o reconhecimento das cores símbolos e formas.

 

notícia sugerida por Elsa Martins

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório