Ambiente

Inglaterra: Orangotango obeso faz dieta

Oshine, uma orangotango fêmea que ficou órfã pouco depois de nascer, foi adotada por um casal sul africano que a alimentava desregradamente. Agora com 13 anos, Oshine pesa o dobro do que seria normal e, por isso, está a ser tratada num centro britâni
Versão para impressão
[Imagem: © Monkey World]

Oshine, uma orangotango fêmea que ficou órfã pouco depois de nascer, foi adotada por um casal sul africano que a alimentava desregradamente. Agora com 13 anos, Oshine pesa o dobro do que seria normal e, por isso, está a ser tratada num centro britânico para macacos, onde troca os hambúrgueres por frutas e legumes.

A orangotango viajou de Joanesburgo para Dorset, em Inglaterra, apenas no final de agosto. Contudo, o centro Monkey World, onde agora está instalada, já está a par da situação desde 2008, quando o casal da África do Sul percebeu que não tinha condições para cuidar adequadamente de Oshine, como animal de estimação.

A equipa do Monkey World tratou de todos os preparativos ao mínimo detalhe, tendo mesmo viajado até Joanesburgo, para conhecer Oshine e fazer com que esta se familiarizasse com a jaula construída especialmente para a sua viagem até território britânico.

“Um voo de longa duração para uma espécie em risco e tão delicada como o orangotango traz muitas dificuldades e riscos. Com o problema do peso de Oshine, ficámos particularmente preocupados com os arranjos da viagem e em garantir que o trajeto seria seguro e livre de stress”, disse Alison Cronin, diretora do Monkey World, em declarações à BBC Brasil.

Ao mesmo tempo que a sua dieta é rigorosamente planeada pelos especialistas do centro, Oshine está a ser criada junto a quatro crias de orangotango e uma mãe adotiva, para que “aprenda” a agir como um orangotango, já que nunca teve contacto com outros animais da sua espécie.

A dieta, baseada em frutas e legumes, com frango e ovos duas vezes por semana, é complementada pelo exercício físico; Oshine pode escalar as instalações de dois andares especialmente construídas para o efeito. Os especialistas acreditam que a orangotango pode regressar ao peso normal dentro de meses.

Segundo a BBC, espera-se que Oshine possa vir a acasalar, no próprio centro, para formar a sua própria família quando estiver mais adaptada ao novo estilo de vida.

Comentários

comentários

Etiquetas

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório