Sociedade

INEM quer contratar 150 novos profissionais

O Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) quer acrescentar, já este ano, 150 novos profissionais aos seus quadros.
Versão para impressão
O Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) quer acrescentar, já este ano, 150 novos profissionais aos seus quadros e prepara-se para contratar 70 trabalhadores para os serviços de atendimento das chamadas de emergência e para abrir um concurso para mais de 85 técnicos de emergência para as ambulâncias.
 
Embora garanta que o número de profissionais existente atualmente nos Centros de Orientação de Doentes Urgentes (CODU) é suficiente para que as chamadas sejam atendidas com uma rapidez “na casa dos segundos”, o INEM anunciou, em comunicado, que pretende reforçar o pessoal.
 
Além de ter iniciado uma formação junto dos Técnicos de Emergência (TE) para que também possam desempenhar funções nos CODU, o INEM está “novamente a encetar os mecanismos necessários para lançar um novo procedimento que permita a contratação de 70 novos profissionais” para estes centros.  
 
A estes trabalhadores deverão juntar-se 85 novos técnicos de emergência “para operar as ambulâncias do Instituto”, que, na mesma nota à imprensa, adianta já ter autorização da tutela para “abertura imediata de concurso externo” com vista à sua contratação sem termo. 
 
Atualmente, o Instituto Nacional de Emergência Médica conta com 185 Técnicos Operadores de Telecomunicações de Emergência (TOTE) e 770 técnicos de emergência nas suas ambulâncias.

Notícia sugerida por Patrícia Guedes

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório