Mundo

Índia: Governo vende tablets a 16,5 euros

NULL
Versão para impressão
Com o objetivo de impulsionar a “literacia informática”, a Índia pretende descer o preço dos computadores tablet, para os vender às escolas por um preço de 1.100 rupias (o que equivale a 16,5 euros). O anúncio foi feito, esta quarta-feira, por Kapil Sibal, ministro das Telecomunicações indiano, numa conferência em Nova Deli.

Em julho de 2010, Sibal tinha já apresentado um tablet com um custo de 35 dólares (cerca de 27 euros) também dirigido a estudantes. Na altura, o ministro das Telecomunicações explicou que o preço podia ser ainda mais reduzido, até aos 10 dólares, cerca de 7,27 euros.

O governo indiano vai adquirir 100 mil tablets, por 2.250 rupias cada, aproximadamente 34 euros, à empresa DataWind, do Reino Unido, e vendê-los depois às escolas a um preço subsidiado de 16,5 euros.

O ministro da terceira maior economia da Ásia avançou que pretende comprar 10 milhões de tablets nos próximos cinco anos, segundo a Bloomberg.

Nestes tablets, de sete polegadas, os utilizadores podem ver vídeos e jogar jogos e aceder à internet. Sibal explicou ainda que os aparelhos serão utilizados por instituições educacionais para ensinar os estudantes.

No final do ano passado, segundo a empresa de análise CyberMedia, sedeada em Nova Deli, a Índia tinha 4,2 computadores para cada 100 pessoas, um número que deverá aumentar devido a esta iniciativa.

Clique AQUI para aceder à informação do Boas Notícias publicada em julho passado.

[Notícia sugerida por Vítor Fernandes]

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório