Cultura

Imprensa britânica elogia romantismo de Lisboa

Embora já não existam muitas cidades europeias que emanem romantismo, Lisboa consegue posicionar-se no topo da lista. É nesta premissa que se baseia uma peça recente publicada pelo Daily Mail e da qual a sua atmosfera encantada é protagonista.
Versão para impressão
Embora já não existam muitas cidades europeias que emanem romantismo, Lisboa consegue posicionar-se no topo da lista. É com base nesta premissa que o jornal britânico Daily Mail desenvolve uma peça onde os castelos e a atmosfera misteriosa e encantada da capital portuguesa são os protagonistas.

Logo nas primeiras linhas da crónica intitulada “Perfeição portuguesa”, pode ler-se que Lisboa é, provavelmente, a melhor cidade para se ser romântico em todo o Velho Continente.

Deslumbrado pelo espírito da cidade, Max Wooldridge, jornalista autor do artigo, aponta como melhores exemplos disso “os casais idosos que passeiam pelas avenidas verdejantes e se deixam estar nas praças banhadas pelo sol, como se estivessem no primeiro encontro”.

O charme de Lisboa, salienta Wooldridge, provém, sobretudo, de características que se veem no dia-a-dia, como a amabilidade das pessoas. Construída sobre sete colinas, a capital lusa é uma das metrópoles mais acessíveis para se explorar a pé, fator que dá origem a inúmeros passeios românticos de descoberta de castelos e pequenas ruas e becos de arquitetura antiga.

Ainda assim, Lisboa não faz apenas as delícias dos turistas, explica o jornalista, salientando que são vários os produtores de cinema que escolhem a cidade como cenário para os seus filmes. De facto, Wooldridge faz uso da expressão mais emblemática do produtor Jeremy Irons que descreve a capital como “uma autêntica joia”. O artigo cita, ainda, comentários de um realizador dinamarquês que vê em Lisboa “uma certa beleza já foi perdida noutros lugares”.

Embora tenha passado poucos dias em Lisboa, Wooldridge confessa que conseguiu descobrir um verdadeiro prazer gastronómico além das sardinhas e das bicas: os pastéis de Belém. Conduzido pelo aroma adocicado daquela iguaria, o jornalista não resistiu a experimentar e deixa aos leitores um aviso: um pastel nunca é suficiente.

Alfama, Chiado, Rua Augusta, Rua da Bica, Elevador de Santa Justa e estação de comboios do Rossio alguns dos locais apontados por Wooldridge como imperdíveis, sem esquecer os castelos que oferecem parte do charme à cidade. Quanto ao transporte, o jornalista diz que uma boa alternativa às excursões a pé são os passeios de elétrico, “os antigos comboios que conduzem diretamente ao encantador coração de Lisboa”.

Clique AQUI para aceder ao artigo original (em inglês).

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório