Ciência

Ilha de Santa Maria recebe estação do projeto Galileo

A ilha de Santa Maria, nos Açores, vai receber uma estação do projeto Galileo, o sistema de navegação por satélite lançado pela União Europeia, que estava também a ser disputada pelos arquipélagos da Madeira e das Canárias.
Versão para impressão
A ilha de Santa Maria, nos Açores, vai receber uma estação do projeto Galileo, o sistema de navegação por satélite lançado pela União Europeia, que estava também a ser disputada pelos arquipélagos da Madeira e das Canárias.
 
Em declarações à Lusa, José Contente, secretário regional da Ciência, Tecnologia e Equipamentos, defendeu que “a instalação de uma GSS (Galileo Sensor Station) em Santa Maria reforça a criação de um 'cluster' de tecnologias espaciais na ilha'.
 
Santa Maria já é, aliás, uma região de relevo nesta área, tendo em funcionamento no seu território a única Estação de Rastreio da Agência Espacial Europeia (ESA) existente em Portugal e o Centro de Monitorização do Atlântico e estando, atualmente, a instalar uma estação da Rede Atlântica de Estações Geodinâmicas e Espaciais. 
 
A ilha portuguesa venceu o concurso para a instalação da GSS num dos três arquipélagos (Açores, Madeira ou Canárias) com a proposta apresentada pela empresa EDISOFT, vitória que foi anunciada pelo Jornal Oficial da União Europeia.
 
O projeto em causa envolve um investimento que ascende a um milhão de euros e inclui a prestação de serviços e o fornecimento da infraestrutura necessária à implementação e funcionamento da estação. 

Galileo deverá começar a operar em 2013
 

Além disso, a ilha de Santa Maria será também responsável pelo fornecimento de consumíveis associados ao funcionamento e manutenção da GSS, a manutenção da infra-estrutura e a cedência de mão-de-obra qualificada para apoiar as equipas de integração e verificação da montagem da estação. 
 
O Galileo é o sistema de navegação por satélite da União Europeia, cujos primeiros sinais foram transmitidos a 12 de Janeiro de 2006 pelo satélite GIOVE-A, colocado em órbita a 28 de Dezembro do ano anterior.
 
O sistema europeu, que incluirá 30 satélites, deverá proporcionar maior precisão e maior segurança, além de estar menos sujeito a problemas, já que terá capacidade para testar automaticamente a sua integridade.
 
Espera-se que o Galileo, cujos centros de controlo estão instalados na Alemanha e em Itália, comece a operar em 2013, embora só vá estar concluído e em pleno funcionamento no final da década.

[Notícia sugerida por Bruno Melo, Maria Manuela Mendes e David Ferreira]

Comentários

comentários

Etiquetas

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório