Sociedade

Idosos ajudam crianças a atravessar a estrada

A Câmara de Lisboa assinou, esta semana, um protocolo com seis juntas de freguesia, para reduzir o risco de sinistralidade rodoviária junto das escolas, com a ajuda de pessoas reformadas que auxiliarão as crianças no atravessamento das estradas, nas
Versão para impressão
A Câmara de Lisboa assinou, esta semana, um protocolo com seis juntas de freguesia, para reduzir o risco de sinistralidade rodoviária junto das escolas, com a ajuda de pessoas reformadas que auxiliarão as crianças no atravessamento das estradas, nas horas de maior tráfego.

O projeto “Verdinhos – Em Segurança para a Escola” prevê que os idosos interrompam o trânsito nas passadeiras sem semáforo adjacentes ás escolas, para permitir a passagem em segurança dos alunos no acesso à escola. Qualquer outra pessoa que necessite de ajuda nas mesmas circunstâncias pode também recorrer aos “verdinhos”, desde que seja dentro do horário e local estipulado para o efeito.

Segundo a assessoria da Câmara de Lisboa, o recrutamento dos “verdinhos” é da responsabilidade das juntas de freguesia, onde os interessados devem inscrever-se na iniciativa, submeter-se a uma entrevista e avaliação psicológica e, caso sejam selecionados, frequentar o curso de formação ministrado pela autarquia.

Nesta fase experimental do projeto, os “verdinhos” vão atuar em oito escolas: EB João dos Santos (Marvila); EB Raul Lino (Alcântara); EB O Leão de Arroios (São Jorge de Arroios); EB Mestre Querubim Lapa (Campolide); EB Natália Correia (Graça); EB Pedro de Santarém e EB Quinta de Marrocos (Benfica) e EB Luz/Carnide (Carnide).

As verbas envolvidas neste projecto são da ordem dos 24 mil e quinhentos euros, a distribuir pelas oito juntas de freguesia.

Saiba mais sobre o projeto “Verdinhos – Em Segurança para a Escola” aqui.

Comentários

comentários

Pub

Aid Global

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub