Mundo

Hungria: vítimas das lamas tóxicas indemnizadas

A empresa húngara MAL, responsável pelo acidente químico que causou nove mortos e 150 feridos devido às lamas tóxicas, declarou que irá pagar 5,5 milhões de euros de indemnização para as vítimas nos próximos cinco anos, conforme garantiu o presidente
Versão para impressão
[Fotografia: © AFP]

A empresa húngara MAL, responsável pelo acidente químico que causou nove mortos e 150 feridos devido às lamas tóxicas, declarou que irá pagar 5,5 milhões de euros de indemnização para as vítimas nos próximos cinco anos, conforme garantiu o presidente da empresa.

“MAL estaria disposta a pagar 1,5 bilhão de forints (5,5 milhões de euros) por cinco anos como indemnização para as vítimas da catástrofe da lama vermelha em duas semanas”, declarou Lajos Tolnay em uma entrevista ao jornal regional on-line Boon, citado pela AFP.

De acordo com o mesmo responsável, a lama tóxica produzida pela fábrica será armazenada num novo depósito para garantir que outro desastre ecológico aconteça no futuro.

A 4 de Outubro, um desses depósitos rachou e acabou por ceder, o que causou a inundação de sete povoados na Hungria e uma catástrofe ecológica sem precedentes. Entre 500 a 800 habitantes de Kolontar, o povoado mais afetado, tiveram de ser evacuados.

O anúncio das compensações chega uma semana depois do primeiro-ministro húngaro, Vikor Orbán, ter prometido castigar severamente os responsáveis e ter anunciado que o director da MAL, Zoltán Bakonyi, tinha sido detido.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório