Saúde

Hotéis portugueses dispõem de desfibrilhadores

Vinte e sete hotéis portugueses das marcas Ibis, Mercure, Novotel e Sofitel foram equipados com desfibrilhadores automáticos externos (DAE), aparelhos portáteis para utilização em situações de paragem cardiorespiratória, contando ainda com cerca de 1
Versão para impressão
Vinte e sete hotéis portugueses das marcas Ibis, Mercure, Novotel e Sofitel foram equipados com desfibrilhadores automáticos externos (DAE), aparelhos portáteis para utilização em situações de paragem cardiorespiratória, contando ainda com cerca de 160 colaboradores formados em Suporte Básico de Vida e Desfibrilhação.

Esta iniciativa representa um investimento de 70 mil euros por parte do Grupo Accor, cujo número anual de clientes em Portugal ascende a um milhão, refere a cadeia hoteleira em comunicado.

Luís Cabral, responsável pelo Programa de Desfibrilhação Automática Externa do Grupo Accor, sublinha a importância desta medida, tendo em conta que “a sobrevivência de uma vítima de paragem cardiorespiratória sem acesso a Suporte Básico de Vida e desfibrilhação é, após 10 minutos, praticamente impossível”.

“Neste contexto, e face à possibilidade de socorro diferenciado (INEM, Bombeiros) não conseguir chegar em tempo útil, torna-se premente a instalação de DAEs em todos os espaços de acesso público com elevada frequência de pessoas”, acrescenta.

Os DAE são aparelhos eletrónicos portáteis que, em situações de paragem cardio-respiratória e depois de colocadas as pás adesivas no tórax da vítima, analisam o ritmo cardíaco e, se recomendado, aplicam um choque eléctrico com o intuito de se retomar um ciclo cardíaco normal e assim evitar a morte do doente.

O DAE é automático e de simples funcionamento, podendo ser utilizado por pessoal não médico, desde que devidamente formados e inseridos num Programa DAE licenciado.

Comentários

comentários

Etiquetas

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub