Ambiente

Homem salva pássaro e partilha a sua recuperação online

Durante 36 dias um veterinário registou o crescimento de um pássaro bebé e as fotos estão a fazer sucesso na internet. Ainda com restos de casca de ovo no corpo, o pequeno pássaro apresentava sinais de ter caído do ninho que o veterinário não consegu
Versão para impressão
Durante 36 dias um veterinário norte-americano recolheu um pássaro bebé perdido – que, aparentemente, tinha acabado de cair do seu ninho – e partilhou o seu crescimento online. As imagens comoventes da recuperação da frágil ave estão a tornar-se virais.

Ainda com restos de casca de ovo no corpo, o pequeno pássaro apresentava sinais de ter caído do ninho que o veterinário não conseguiu localizar. O homem resolveu então cuidar do animal até que este tivesse forte o suficiente para abrir as asas e voar.
 

“Mantivemos o passarinho numa incubadora onde controlamos a humidade e a temperatura. Decidimos que era uma fêmea (apesar de nunca termos conseguido descobrir o sexo) e chamá-la de Dumpling”, revela o veterinário na sua página da rede ‘Imgur’, onde utiliza o nome DachsUndDachshund's.
 
Nas fotos do veterinário é possível observar o crescimento do pássaro que foi alimentado com grilos, larvas, minhocas e insetos a cada 30 minutos durante 14 horas por dia de forma a simular o que comeria no seu estado selvagem. 
 
As primeiras fotos mostram Dumpling ainda com os olhos fechados e apenas com algumas penas, no entanto, a sua evolução é visível de dia para dia.
 
Ao nono dia, a pequena cria foi retirada da incubadora uma vez que já tinha o corpo coberto de penas e já conseguia regular a sua temperatura corporal por ela própria.  
 
“Quase duas semanas depois sem incubadora, ela está agora a empoleirar-se muito bem! A sua força e equilíbrio melhoraram muito em comparação com o dia 11. As pernas estão mais direitas, mostrando uma melhor postura”, pode ler-se na legenda da fotografia tirada ao 14.º dia. 
 
Já no dia 25, através do padrão das penas, foi possível identificar a sua espécie, um White Crowned Sparrow (pardal branco).
 
Depois de vários dias numa gaiola ao ar livre, exposta ao vento, sol e outros pássaros, Dumpling foi finalmente posta em liberdade depois de 36 aos cuidados do homem.
 
“Abrimos a porta da gaiola e ela recuou. Depois de alguns minutos, pulou para fora e esvoaçou imediatamente para uma árvore. Não hesitou de todo. Começou imediatamente a explorar os ramos, a morder as árvores e a pular de galho em galho como um pássaro selvagem. Rapidamente a perdemos de vista”, conta o veterinário. 

Clique AQUI para ver todas as imagens do pequeno pássaro.

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub