Mundo

Homem cura problema de visão depois de ver filme

Bruce Bridgeman, um homem de 67 anos cuja visão não tinha profundidade desde criança devido a estrabismo, começou a ver em três dimensões depois de ver um filme em 3D no cinema.
Versão para impressão
Bruce Bridgeman, um homem de 67 anos cuja visão não tinha profundidade desde criança devido a estrabismo, começou a ver em três dimensões depois de ver um filme em 3D no cinema.

Neurocientista da Universidade da Califórnia, Bruce Bridgeman sofria de estrabismo desde muito novo. Devido a este problema, nunca tinha conseguido ver o mundo a três dimensões, tal como acontece com a visão normal, sendo que esta falta de profundidade é comummente chamada de “stereoblindness”.

Não obstante esta limitação, Bruce decidiu ir ver o filme “Hugo” em 3D ao cinema com a mulher, em Fevereiro deste ano, noticia a BBC. Logo nos primeiros minutos da película de Martin Scorcese, a visão de Bridgeman começou a alterar-se ao distinguir as diferenças de profundidade nas cenas transmitidas no ecrã gigante. A maior surpresa é que a modificação nos olhos de Bruce se manteve desde então e, neste momento, o homem continua com uma visão normal.

Para relatar o fenómeno ao mundo, Bridgeman enviou uma carta a um neurocientista para que esta fosse publicada no seu blogue. “Quando pagámos pelos óculos 3D, até achei um desperdício de dinheiro porque comigo não faria qualquer diferença”. No entanto, a surpresa foi muita ao distinguir profundidades no filme, mas maior ainda ao continuar a fazê-lo na rua.

“Eu fiquei espantado ao ver um candeeiro sobressair em relação ao fundo. Árvores, carros e até pessoas estavam mais vívidas do que em qualquer outra vez”, frisou o neurocientista na sua carta, declarando que, desde então, a sua visão tem evoluído positivamente, até chegar ao nível normal.

Embora alguns se mantenham céticos quanto ao fenómeno, existem já teorias para suportar a sua ocorrência. Perante a ineficácia de terapias a que Bridgeman já se tinha sido submetido, os estímulos constantes no filme realizado em 3D de raiz podem ter sido suficientes para despertar a visão em profundidade.

Clique AQUI para aceder à carta de Bruce Bridgeman (em inglês).

[Notícia sugerida por Vítor Fernandes]

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório