Ciência

Harvard financia investigadores portugueses

Já foram selecionados os primeiros projetos liderados por equipas de investigação portuguesas que serão financiados pelo programa Harvard Medical School Portugal. As áreas que vão receber o apoio financeiro do programa que resulta de uma parceria ent
Versão para impressão
Já foram selecionados os primeiros projetos liderados por equipas de investigação portuguesas que serão financiados pelo programa Harvard Medical School Portugal. As áreas que vão receber o apoio financeiro do programa que resulta de uma parceria entre a universidade norte-americana e o governo português centram-se no estudo da malária, do ritmo cardíaco dos fetos e do cancro do esófago. 

O concurso contou com mais de 38 candidaturas, de acordo com o que se pode ler na edição do PÚBLICO online. O programa tem um investimento total de 42 milhões de euros durante três anos em que cada projeto pode receber até 900 mil euros individualmente.

Diogo Ayres de Campos, da Faculdade de Medicina do Porto (FMUP), foi um dos investigadores escolhidos pelo júri da Harvard Medical School. O projeto apresentado vai dedicar-se ao estudo do desenvolvimento fetal nos últimos períodos da gravidez.
Mónica Dias, do Instituto Gulbenkian de Ciência (Oeiras), vai aplicar os conhecimentos adquiridos nos mecanismos de divisão das células num tipo de cancro do esófago.

 Maria Mota, do Instituto de Medicina Molecular (Lisboa), terá a oportunidade de explorar novos compostos com vista a novos medicamentos para tratar a malária.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório