Ciência

Há bolsas de investigação para europeus no Japão

A Fundação Canon tem para oferecer a investigadores europeus altamente qualificados 15 bolsas de estudo no Japão. As bolsas destinam-se a todos os candidatos interessados "independentemente da área de estudos e da situação laboral".
Versão para impressão
A Fundação Canon tem para oferecer a investigadores europeus altamente qualificados 15 bolsas de estudo no Japão. As bolsas têm duração de três meses a um ano e o seu valor varia entre os 22.500 euros e os 27.500 euros, destinando-se a todos os candidatos interessados “independentemente da área de estudos e da situação laboral”.
 
O regulamento do programa explica que os candidatos, que devem ser cidadãos europeus ou ter um visto permanente num país da Europa, têm de possuir um doutoramento ou, no mínimo, um mestrado, e são eligíveis “até 10 anos depois de terem concluído” os respetivos graus de formação. As candidaturas podem ser também efetuadas por membros de associações comerciais, industriais, governamentais e profissionais.
 
Os investigadores escolhidos terão a liberdade de optar pelos institutos ou empresas em que pretendem trabalhar no país nipónico e a mesma liberdade é dada aos japoneses que, também anualmente, viajam até à Europa com o apoio desta Fundação. 
 
Quem quiser candidatar-se terá de preencher ESTE formulário, que deve, depois, ser endereçado para o secretariado da Fundação Canon na Europa, com sede em Amstelveen, na Holanda. O processo de candidatura decorre até 15 de Setembro, mas os responsáveis aconselham a que a mesma seja feita com a maior antecedência possível.
 
A Fundação Canon alerta que a seleção das candidaturas vai levar vários meses e que as decisões finais serão comunicadas aos candidatos até ao final de Dezembro do corrente ano. As investigações poderão ter início no Japão a partir de dia 1 de Janeiro de 2014.
 
De realçar que é dada prioridade aos candidatos “que pretendam viajar da Europa para o Japão em vez de prolongar a estadia atual naquele país”. De acordo com a Fundação, “não devem ser tiradas conclusões negativas caso o candidato não receba uma bolsa, dado o elevado número de candidaturas que dá entrada todos os anos”.

Clique AQUI para conhecer o regulamento completo e saber mais sobre estas bolsas de investigação (em inglês).

Notícia sugerida por Ana Sofia Pinto

Comentários

comentários

Pub

Aid Global

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub