Cultura

Gulbenkian recebeu 386 instrumentos para África

Com a campanha "Música por uma Causa", a fundação Gulbenkian conseguiu recolher 386 instrumentos musicais para entregar a Moçambique e outros países carenciados.
Versão para impressão
Com a campanha “Música por uma Causa”, a fundação Gulbenkian conseguiu recolher 386 instrumentos musicais para entregar a Moçambique e outros países carenciados.

A organização mundial do evento afirma que Portugal foi o país mais solidário de todos, com o “maior de sempre” de instrumentos recolhidos.

Segundo Lukas Pairon, diretor do Music Fund, organização internacional que organiza esta recolha em vários países do mundo, este número é “o maior de sempre” em todas as campanhas já realizadas.

O evento já decorreu nas cidades de Paris, Berlim e Amesterdão. Em Madrid, foi atingido um número recorde de 400 instrumentos, mas em 2 dias de recolha, o que faz de Portugal um dos países mais solidários até ao momento.

Guitarras, flautas, trompetes, clarinetes, violoncelos, violinos, órgãos e baterias estão entre as 386 unidades entregues ao longo de domingo na Fundação Gulbenkian, que espera receber até próximo fim da semana mais instrumentos enviados de outras localidades.

Os instrumentos que precisarem de recuperação serão arranjados. Depois, grande parte dos instrumentos serão encaminhados para uma escola moçambicana da província de Gaza. Os restantes vão ser distribuídos por outros países carenciados de África e do Médio Oriente.

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub