Sociedade

Guardas noturnos estarão mais protegidos

Os guardas noturnos vão passar a integrar o Sistema Integrado das Redes de Emergência e Segurança de Portugal (SIRESP), declarou o presidente da Associação Sócio-Profissional de Guardas Noturnos, respondendo, assim, a uma reivindicação antiga da clas
Versão para impressão
Os guardas noturnos vão passar a integrar o Sistema Integrado das Redes de Emergência e Segurança de Portugal (SIRESP), declarou o presidente da Associação Sócio-Profissional de Guardas Noturnos (ASPGN), respondendo, assim, a uma reivindicação antiga da classe.

Segundo Carlos Tendeiro, a “garantia” foi dada pela secretária de Estado da Administração Interna, Dalila Araújo, no decorrer de uma reunião com a ASPGN na quinta feira. “A reunião deveu-se ao facto de o MAI estar a preparar o novo regime jurídico da atividade de Guarda-Nocturno”, indicou o responsável à agência Lusa.

“Na reunião foi-nos dada a garantia da integração dos guardas noturnos no Sistema Integrado das Redes de Emergência e Segurança de Portugal (SIRESP), que se traduz numa clara melhoria da protecção e prestação do serviço para os guardas noturnos”, considerou Carlos Tendeiro.

Em Portugal existem cerca de 400 guardas noturnos.

Comentários

comentários

Etiquetas

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub