Literatura

“Grande Reserva”: História e estórias de vinhos

NULL
Versão para impressão
“Grande Reserva”, da autoria do jornalista João Barbosa, é um livro de história e estórias, um apanhado de pequenos tesouros do vinho português, entre fait-divers e curiosidades.
 
No mundo dos aromas, paladares e gulas, fala-se muito em casamentos perfeitos entre comida e bebida. Se um vinho de colheita tardia vai bem com fois-gras e um tinto da terra com um cozido alentejano de grão, este livro vai bem com tudo: vinho branco, rosé, tinto, espumante, fortificado, tranquilo, novo, velho, tradicional ou internacional.
 
Esta obra do jornalista João Barbosa serve para comentar num serão entre amigos ou para explorar a sós enquanto se sonha com o néctar que tanto se gostaria de provar.
 
Tal como o vinho, este livro quer-se para fruição, para o prazer e para a felicidade simples. Um remédio santo contra as chatices da vida.
  
Sobre o Autor
 
João Barbosa nasceu no Campo Grande, Lisboa, em 1970. Foi aluno regular e cábula na faculdade, tendo-se licenciado em História. Jornalista, trabalhou em publicações como O Jornal, Diário Económico e A Capital, sobretudo na área de economia e, mais especificamente, agricultura.
 
É também autor de três blogues: infotocopiavel (sobre prosa e poesia), armorial (heráldica) e joaoamesa (vinhos e conexos). Elege os vinhos Echézeaux (Domaine de la Romanée Conti) 1987 e o Scion (Vinho do Porto / 1855), do qual fala neste livro, como os melhores que já bebeu, e diz que gostava de plantar uma vinha que desse um vinho «impossível»: baga e ramisco, com tempero de Touriga Franca.
 
As artes visuais e a escrita são as suas paixões de sempre. E o vinho, claro. Não se considera um “enochato”, gente de quem, aliás, tenta fugir, e escreveu este Grande Reserva, o seu primeiro livro, com todo o prazer.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório