Negócios e Empreendorismo

Gorongosa: Visabeira ganha concessão de ecoturismo

NULL
Versão para impressão

O Ministério do Turismo de Moçambique (MITUR) e o Projeto de Restauranção de Gorongosa (PRG) selecionaram o Grupo Visabeira, através da sua cadeia hoteleira Girassol, para requalificar e assegurar a gestão do Acampamento de Safaris de Chitengo. A unidade ecoturística pertence ao Parque Natural de Gorongosa (PNG) e vai receber por parte do grupo português um investimento de cerca de 1,46 milhões de euros.

Com a entrada do Grupo Visabeira será feito um investimento adicional que tem como principal objetivo “dotar o Parque de todas as facilidades que permitem garantir a qualidade do turismo, a partir do Acampamento de Safaris de Chitengo”, diz o comunicado de imprensa publicado no site oficial do grupo.

O Grupo Visabeira – em conjunto com o MITUR e o PRG – vai assim desenvolver o projeto de uma das áreas de maior crescimento turístico de Moçambique. O objetivo é tornar o Parque Nacional da Gorongosa uma das mais importantes e intactas reservas naturais do continente africano, contribuindo para o crescimento económico sustentável local.

A zona ecoturística de Chitengo conta com acomodações para 78 hóspedes em bungallows, uma área de campismo e um conjunto de serviços, como restaurante, piscinas, uma vasta rede de picadas para safaris, zonas de passeio e outras atividades turísticas.

O Grupo Visabeira vai investir em novas facilidades e na reabilitação das que já existem, tendo sempre como prioridade obedecer às estritas políticas ecológicas do Parque.

Visabeira: o parceiro ideal

A unidade turística foi construída em 1941 e, durante muitos anos, acolheu os milhares de turistas oriundos de todo o mundo que queriam visitar a zona do parque da Gorongosa. Devido à guerra civil foi encerrada em 1983, tendo voltado a reabrir em 1995, quando voltou a iniciar a sua atividade.

Em 2004 a Fundação Greg Carr (Carr Foundation) assinou um memorando de entendimento com o Estado Moçambicano com o objetivo de apoiar a recuperação, manutenção e repovoamento do PNG.


 

Foi esta entidade, que em conjunto com o MITUR, selecionou o Grupo
Visabeira como o parceiro ideal para desenvolver a vertente turística do PNG.

Com esta nova unidade turística, o Grupo Visabeira vem reforçar a sua presença em Moçambique, diversificando a sua oferta hoteleira.

Atualmente, o grupo português detém, em Moçambique, as seguintes unidades hoteleiras: Girassol Bahia Hotel (em Maputo), Girassol Indy Congress Hotel & Spa (em Maputo – Sommerschield), Girassol Nampula Hotel (localizado no Edifício Nampula) e Girassol Lichinga (na capital da província de Niassa).

[Notícia sugerida por Vitor Fernandes]

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório