Cultura

Gonçalo M. Tavares vence prémio literário francês

O romance "Aprender a Rezar na Era da Técnica" valeu ao escritor português Gonçalo M. Tavares o prémio de Melhor Livro Estrangeiro publicado em França em 2010. Esta distinção criada em 1948 é considerada como uma espécie de "antecâmara do Nobel".
Versão para impressão
[Fotografia: © Teresa Sá]

O romance “Aprender a Rezar na Era da Técnica” valeu ao escritor português Gonçalo M. Tavares o prémio de Melhor Livro Estrangeiro publicado em França em 2010. Esta distinção criada em 1948 é considerada como uma espécie de “antecâmara do Nobel”.

O quarto livro da série “O Reino” – que inclui “Um Homem: Klaus Klump”, “A Máquina de Joseph Walser” e “Jerusalém” -, foi editado em Portugal pela Caminho, há três anos, mas chegou apenas este ano às livrarias francesas com o título “Apprendre à Prier à l’Ère de la Technique”, com tradução de Dominique Nédellec.

A obra foi também finalista de outros dois prestigiados prémios literários franceses: Femina e Médicis.

Gonçalo M. Tavares junta-se, desta forma, a escritores de peso como Robert Musil e Gabriel Garcia Marquez, que também arrecadaram o Prix de Meilleur Livre Étranger em 1958 e 1969 com as obras “O Homem sem Qualidades” e “Cem Anos de Solidão”, respetivamente.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório