Saúde

Gentil Martins defende hospital para crianças

O encerramento do Hospital D. Estefânia será substituído por uma unidade para crianças no futuro Hospital de Todos os Santos, o que já levou à criação de uma plataforma cívica de contestação. O médico Gentil Martins é um dos nomes que assina a petiçã
Versão para impressão
O encerramento do Hospital D. Estefânia será substituído por uma unidade para crianças no futuro Hospital de Todos os Santos, o que já levou à criação de uma plataforma cívica de contestação. Gentil Martins é um dos nomes que assina a petição.

Em entrevista à SIC, o médico sublinhou que todos os partidos da Assembleia da Républica, à excepção do PS, e também a Assembleia Municipal da Câmara Municipal de Lisboa votaram, por unanimidade, a existência de um hospital pediátrico na cidade.

No entanto, a construção foi cancelada devido a questões relacionadas com Plano Diretor Municipal (PDM) que, segundo responsáveis da autarquia, não prevê espaço para o hospital.

Gentil Martins, criador do movimento de defesa do Hospital Pediátrico de D. Estefânia, o único de Lisboa, exige agora, através da petição lançada pelo movimento, uma alteração do Plano Director Municipal (PDM) e garante que há terreno suficiente.

Em declarações à SIC, o médico sublinha que além do prejuízo para as crianças, este encerramento terá custos económicos uma vez que a falta de um hospital especializado vai acarretar despesas extraordinárias nos tratamentos.

Após a decisão do Ministério da Saúde de encerrar este hospital, integrando-o no novo Hospital de Todos-os-Santos, em Chelas, o movimento liderado por Gentil Martins tem defendido a construção de uma unidade hospitalar construída de raíz, com equipamentos modernos e não englobada no Hospital de Todos-os-Santos, com o qual, no entanto, poderá colaborar.

Esta posição vem, aliás, na sequência de exemplos de cidades espalhadas pelo país, que planeiam abrir unidades exclusivamente destinadas a crianças.

A petição do movimento liderado por Gentil Martins, dirigida à Assembléia da República e à Câmara Municipal de Lisboa, tem neste momento perto de quatro mil assinantes. Clique aqui para subscrever a petição pela defesa de um novo hospital pediátrico em Lisboa.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório