Saúde

Genéricos vão ficar 20% mais baratos em Maio

O preço dos medicamentos genéricos deverá baixar cerca de 20% em Maio, depois de o custo dos de marca ter já sido reduzido em cerca de 4%.
Versão para impressão
O preço dos medicamentos genéricos deverá baixar cerca de 20% em Maio, depois de o custo dos de marca ter já sido reduzido em cerca de 4%. A baixa acresce às que têm vindo a ocorrer nos últimos anos e deve-se à revisão do preço dos medicamentos, uma vez que a lei estabelece que, uma vez calculado o novo preço do medicamento de marca, o custo do genérico equivalente tem de ficar 50% abaixo desse valor.
 
“Com a descida de Maio [os genéricos] passarão a ser vendidos a um terço do que eram vendidos em 2008”, disse Paulo Lilaia, presidente da Associação Portuguesa de Medicamentos Genéricos, ao Jornal de Negócios, antecipando uma descida média de 20%. 
 
Segundo o diário especializado, a esta redução seguir-se-á outra, prevista para Julho. Isto porque desde meados de 2010 que é revista, a cada três meses, a lista dos cinco remédios mais baratos de cada grupo homogéneo, ou seja, do conjunto de medicamentos com a mesma substância ativa, os únicos que são comparticipados a 95% aos idosos mais carenciados.
 
Consequentemente, as empresas têm baixado os preços na tentativa de integrarem a lista dos fármacos mais vendidos. “É a verdadeira de guerra de preços e há empresas que podem manipular o mercado, baixando muito o preço de um medicamento que, para elas, não faz diferença porque já não é dos que mais vendem”, acrescento o responsável em declarações ao Negócios.
 
A quebra no preço dos genéricos tem contribuído para o aumento do consumo. A quota de mercado de genéricos, em volume, chegou aos 24,% em Janeiro, contrta os 11,67% registados em 2007 e os 18,33% de 2010.

Comentários

comentários

Pub

Aid Global

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub