Saúde

Gato amputado recebe patas biónicas

Um gato que teve de amputar as patas traseiras devido a um acidente com uma ceifeira voltou a andar depois de receber duas patas artificiais [próteses biónicas] numa cirurgia inédita realizada no Reino Unido, noticia a agência Reuters.
Versão para impressão
[Foto © Reuters]

Um gato que teve de amputar as patas traseiras devido a um acidente com uma ceifeira voltou a andar depois de receber duas patas artificiais [próteses biónicas] numa cirurgia inédita realizada no Reino Unido, noticia a agência Reuters.

Oscar, de dois anos, recebeu membros artificiais pelo veterano cirurgião Noel Fitzpatrick, usando uma técnica desenvolvida por uma equipe da universidade College London.

Oscar a espreguiçar-se ao sol perto de sua casa, em Jersey, quando o acidente ocorreu, em outubro do ano passado.

O animal foi encaminhado para Fitzpatrick por um veterinário local e, apenas um dia depois da cirurgia que durou três horas, já se tentava levantar.

Apesar da infecção que teve que superar, em menos de quatro meses o gato conseguiu apoiar-se nas quatro patas e dividir o peso igualmente. “Oscar agora pode correr e pular como os gatos deveriam fazer”, disse Fitzpatrick.

As próteses foram anexadas ao osso no local de amputação e então cobertas com hidroxiapatita, que incentiva o crescimento de osso e pele por cima do metal. As patas artificias foram, então, fixadas nas extremidades das próteses.

“Estamos cientes de que esse tipo de procedimento é inédito e também tem um impacto na medicina humana, então o conhecimento adquirido com o tratamento de Oscar poderá ser usado para o progresso de tratamentos humanos – então é bom para todo mundo”, disse o dono de Oscar, Mike Nolan.

A colocação das patas em Oscar serve para reforçar a experiência daquilo a que os médicos chamam próteses de amputação intraósseas transcutâneas (Itaps, na sua sigla em inglês), que recorre a conhecimentos de engenharia mecânica e biologia.

Este tipo de tecnologia já está sendo testada em seres humanos, incluindo o caso de uma mulher que perdeu um braço nos atentados a bomba no sistema de transporte de Londres em julho de 2005.

[Notícia sugerida pela utilizadora Ana Freitas]

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório