Sociedade

França passa a incluir português no currículo escolar

Os ministros da Educação de Portugal e de França assinaram, esta segunda-feira, uma declaração conjunta onde o estado francês assume a inclusão do ensino do português nas escolas públicas francesas, logo a partir do primeiro ano.
Versão para impressão
Os ministros da Educação de Portugal e de França assinaram, esta segunda-feira, uma declaração conjunta onde o estado francês assume a inclusão do ensino do português nas escolas públicas francesas, logo a partir do primeiro ano.
 
O acordo de cooperação bilateral entre os dois países prevê que, neste novo quadro, França passe a encarar o português como uma língua integrada no programa de “Ensino Internacional de Línguas Estrangeiras” (EILE) já no ano letivo de 2016/17. 
 
"O principal objetivo desta evolução é de grande importância, uma vez que consolida o português como língua viva estrangeira no sistema educativo francês", salienta o Ministério da Educação numa nota de imprensa enviada ao Boas Notícias. 
 
Esta classificação permite que todos os alunos possam aprender português logo a partir do “premier degré”, tendo a garantia de que poderão continuar no “second degré”. Desta forma, será mais fácil encorajar uma aprendizagem mais longa, mais profunda e mais integrada da língua portuguesa.
 
Este objetivo de continuidade é igualmente essencial para captar ainda mais alunos para a aprendizagem do português ao longo do “second degré”. Esta continuidade encontra paralelo no sistema educativo português, no qual o francês é a segunda língua estrangeira mais ensinada, logo a seguir ao inglês. 
 
O documento foi assinado em Paris pela Ministra da Educação de França, Najat Vallaud-Belkacem, pelo ministro Tiago Brandão Rodrigues e pelo Ministro dos Negócios Estrangeiros de Portugal, Augusto Santos Silva.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório