Sociedade

França: Fadista lusa conquista júri de ‘The Voice’

Em França, a fadista Cláudia Costa conquistou o júri do programa televisivo 'The Voice' com a interpretação do tema 'Canção do Mar', de Frederico de Brito e Ferrer Trindade. O tema e letra portuguesa levaram os jurados a integrar a artista de 25 anos
Versão para impressão
Em França, a fadista Cláudia Costa conquistou o júri do programa televisivo 'The Voice' com a interpretação do tema 'Canção do Mar', de Frederico de Brito e Ferrer Trindade. O tema e letra portuguesa levaram os jurados a integrar a artista de 25 anos entre os concorrentes  daquele concurso de talentos.
 
Em França desde os oito anos de idade, Cláudia cedo se encantou pela música, deixando-se seduzir pelo fado aos dezasseis anos de idade. Desde então que canta em vários espetáculos e digressões pela comunidade portuguesa naquele país. 
 
“Já tinha sido convidada para a primeira edição do 'The Voice', mas na altura não me foi possível participar”, conta à Lusa. “Agora convidaram-me novamente para esta terceira edição e achei interessante mostrar Portugal, o fado e as nossas raízes, num programa como este, em França”.


Cantar em português na fase de audições do programa foi “uma aposta muito ousada” para a fadista. “Não sabia se o júri ia pensar que eu só sabia falar português e não sabia fazer outra coisa”, revela.


O objetivo passa por levar o fado além da secção 'Músicas do Mundo' e misturá-lo “com outras sonoridades”, para que “cada vez mais pessoas comecem a conhecer fado”. Cláudia Costa foi escolhida pelo jurado Mika, o cantor britânico de origem libanesa, criador de 'Grace Kelly', que imediatamente reconheceu que a artista estava a cantar em português.
 
Depois das fases de audição e de 'batalhas' de talentos (frente a frente entre concorrentes), que fazem parte do programa, a cantora continua no 'The Voice' do canal TF1, com o desejo de vir a fazer parte dos selecionados para a fase de participação nas galas em direto.
 
A 'Canção do Mar', composta por Frederico de Brito e Ferrer Trindade, foi cantada por Amália Rodrigues, no filme 'Os Amantes do Tejo', de Henri Verneuil, datado de 1955, sob o título 'Solidão'. Cerca de 40 anos mais tarde, a canção, interpretada por Dulce Pontes, seria escolhida para a banda sonora de 'A Raiz do Medo', de Gregory Hoblit, e para 'Atlantis: O Continente Perdido', da Disney.
 
A série televisiva 'Southland', das Produções John Wells, da Warner Brothers, usou, como genérico, uma versão instrumental da 'Canção do Mar'. A cantora francesa Hélène Segara, a argentina Chenoa e a britânica Sarah Brightman também interpretaram diferentes versões da 'Canção do Mar'.

Acompanhe o percurso da fadista portuguesa no 'The Voice', em França, AQUI.

Notícia sugerida por Patrícia Guedes

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub