Mundo

França: Executivo reduz salário do Governo em 30%

O recém eleito Governo francês anunciou, esta quarta-feira, que a primeira medida do seu governo será reduzir em 30% o salário dos ministros.
Versão para impressão

O recém eleito Governo francês anunciou, esta quarta-feira, que a primeira medida do seu governo será reduzir em 30% o salário dos ministros. Outra medida a implementar é o regresso à reforma aos 60 anos para quem contabiliza 41 anos de descontos.

A decisão foi tomada como parte do plano de austeridade fiscal para reduzir os gastos públicos e retomar o crescimento da economia. O governo deve ser “exemplar”, disse o recém-escolhido primeiro-ministro francês, Jean-Marc Ayrault, ao anunciar a medida que estava no programa que François Hollande apresentou durante a campanha presidencial.

O chefe de Estado, François Hollande, bem como o primeiro-ministro, Jean-Marc Ayrault, passarão a receber cerca de 13 mil euros por mês em vez dos 20 mil que recebiam até agora. Os ministros passarão a receber um salário de 9 mil euros, menos cinco mil euros do que auferiam.
 
Reforma aos 60

Outra medida que será objeto de um decreto, antes das legislativas de Junho, será o regresso da reforma aos 60 anos para os assalariados que entraram cedo no mercado do trabalho e descontaram durante 41 anos para a caixa das pensões de reforma. Para os restantes trabalhadores mantém-se a reforma aos 62 anos

Ayrault, que na quarta-feira formou um governo de 34 ministros, composto por 17 mulheres e 17 homens, indicou que os ministros que forem derrotados nas eleições legislativas de Junho não poderão permanecer em seus postos.

“Há um espírito de responsabilidade, e, por isso, qualquer ministro que se candidatar às legislativas e não for eleito não poderá permanecer no governo”, disse Ayrault.
 

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório