Mundo

Fotojornalista João Silva reaprende a andar

Depois de ter perdido a parte inferior das pernas devido à explosão de uma mina antipessoal no passado mês de outubro, no Afeganistão, o fotojornalista português João Silva, que estava a serviço do jornal norte-americano New York Times, recebeu as pr
Versão para impressão
Depois de ter perdido a parte inferior das pernas devido à explosão de uma mina antipessoal no passado mês de outubro, no Afeganistão, o fotojornalista português João Silva, que estava a serviço do jornal norte-americano New York Times, recebeu as próteses para as pernas que lhe irão ajudar a recuperar a mobilidade perdida.

O fotojornalista que vive atualmente na África do Sul testou as próteses esta segunda-feira e de acordo com o blogue Lens, do NYT, o que aconteceu surpreendeu todos.

“O terapeuta ajustou-as e perguntou-me se queria andar”, contou João Silva, 44 anos, ao Lens Blog. “Por isso lá fui eu. Devo ter caminhado para cima e para baixo na rampa umas 20 vezes. Não me fartava”, relembra o fotojornalista.

Há três semanas atrás João Silva já tinha espantado todos os amigos e colegas de profissão quando saiu do Walter Reed Army Medical Center por algumas horas na cadeira de rodas para passear um pouco pela cidade de Washington, onde está a ser tratado. Nessa altura aproveitou para visitar o monumento às vítimas da guerra.

João Silva é um dos fotógrafos de cenários de guerra mais experiente do mundo com presença em territórios como Iraque, Líbano, Afeganistão, Kosovo ou Sudão. A amputação da parte inferior das duas pernas foi um golpe duro, mas apesar de todas as operações cirúrgicas a que tem de ser sujeito, a recuperação parece cada vez mais perto.

Veja abaixo um vídeo feito pelo Lens Blog do New York Times que tem seguido de perto a recuperação de João Silva.

Joao Silva Walks from NYTimes Lens on Vimeo.

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub