Cultura

Fotografia de Chopin descoberta por coleccionador

Um coleccionador polaco anunciou esta semana que descobriu uma fotografia única tirada ao pianista e compositor do século XIX Frederic Chopin, tirada quando morreu em 1849.
Versão para impressão
Um coleccionador polaco anunciou esta semana que descobriu uma fotografia única tirada ao pianista e compositor do século XIX Frederic Chopin, tirada quando morreu em 1849.

“Tudo indica que esta é uma fotografia autêntica”, disse à AFP o galerista Wladyslaw Zuchowski, que adquiriu o daguerreótipo (forma de retrato obtidos com o aparelho fotográfico pioneiro inventado por Daguerre).

“É o único daguerreótipo de Chopin que conhecemos. Todas as outras imagens conhecidas do compositor são reproduções”, acrescentou o coleccionador de Gdansk (Norte da Polónia), que adiantou ter encontrado o retrato na Escócia.

O mesmo responsável escusou-se  a precisar as circunstâncias da descoberta,  adiantando apenas que o mandou restaurar em Londres, no Reino Unido.

Segundo o coleccionador, “a imagem foi tirada provavelmente na Igreja da Madalena, em Paris, para onde o corpo de Chopin foi transferido após a sua morte”, antes de ser trasladado para o cemitério de Pre-Lachaise, também na capital francesa.

O daguerreótipo de oito por sete centímetros está assinado por Louis-Auguste Bisson, fotógrafo pioneiro francês do século XIX. Poderá ter sido uma encomenda a pedido de Jane Sterling, uma aluna escocesa de Chopin e admiradora do músico polaco.

Zuchowski tenciona expor o daguerreótipo na sua galeria, em Gdansk, em breve. Acredita que existam outros daguerreótipos de Chopin no mundo, já que o compositor era célebre à época e aquele tipo de retrato era comum.

No entanto, alguns especialistas já vieram contradizer a descoberta que não acreditam ser autêntica.

[Notícia sugerida pela utilizadora Raquel Baêta]

Comentários

comentários

Etiquetas

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub