Negócios e Empreendorismo

Flores portuguesas para fazer perfumes em França

O concelho de Vila Real quer produzir flores e exportar para a indústria de perfumaria de Grasse, em França. O senador da Capital Mundial do Perfume esteve em Portugal e estreitou relações com diversas entidades locais.
Versão para impressão
O concelho de Vila Real quer produzir flores e exportar para a indústria de perfumaria de Grasse, em França. O senador da Capital Mundial do Perfume esteve em Portugal e estreitou relações com diversas entidades locais para a colaboração através da produção floral.

De acordo com o comunicado divulgado pela Câmara Municipal de Vila Real, Jean-Pierre Leleux, Senador da região dos Alpes Marítimos e Maire de Grasse, visitou a cidade nos dias 19 e 20 de Junho, conhecer as potencialidades e os atrativos da localidade. Daí surgiu a ideia de um projeto de cooperação científica que envolverá a instituição francesa (Maire de Grasse), a Câmara Municipal e a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro.

Nesta iniciativa, o concelho português terá a oportunidade de produzir e exportar as flores a partir das quais serão extraídas as essências para as fragrâncias. Vila Real associa-se à indústria de perfumaria não só a nível de produção, mas também a nível de investigação e desenvolvimento, particularmente na procura de novas técnicas de extração de essências através processos químicos.

A tradição do fabrico de perfumes em Grasse remonta já à época medieval. Hoje em dia, esta região, também conhecida como Capital Mundial do Perfume, continua a produzir ativamente as suas fragrâncias e procura alargar horizontes.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório